Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/7363
Título: Práticas educacionais abertas no ensino superior público em Portugal : da teoria à prática : recursos educacionais abertos e acesso aberto
Autor: Cardoso, Paula
Orientador: Morgado, Lina
Teixeira, António
Palavras-chave: Recursos educacionais abertos
Acesso aberto
Educação em rede
Educação aberta
Práticas educacionais
Ensino superior
Ensino público
Portugal
Open educational resourcese
Open access
Open education
Open educational practices
Scholarship
Data de Defesa: 19-Jul-2017
Citação: Cardoso, Paula - Práticas educacionais abertas no ensino superior público em Portugal [Em linha]: da teoria à prática : recursos educacionais abertos e acesso aberto. [S.l.]: [s.n.], 2017. 389 p.
Resumo: A importância da partilha de conhecimento e do papel dos sistemas do ensino superior na atual economia global do conhecimento tem sido reconhecida ao longo dos últimos anos, por iniciativas e entidades um pouco por todo o mundo. Neste contexto, o movimento da educação aberta tem sido fundamental na criação de oportunidades de inovação pedagógica, das quais destacamos o movimento dos Recursos Educacionais Abertos e o movimento do Acesso Aberto, por estarem intimamente relacionados com as duas funções inerentes à carreira dos docentes do ensino superior: a função pedagógica, referente a atividades de ensino e a função científica, relativa a atividades de investigação. Foi neste contexto que a presente investigação se desenvolveu, à luz do conceito de scholarship e das alterações que têm ocorrido como resposta aos desafios da sociedade em rede e do movimento global de abertura ao conhecimento. O presente estudo teve como principal objetivo compreender de que forma as perceções e práticas dos docentes/investigadores das instituições de ensino superior público em Portugal face aos Recursos Educacionais Abertos possam estar relacionadas com as suas perceções e práticas face ao Acesso Aberto. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, com uma abordagem metodológica mista. O desenho metodológico estruturou-se em torno de duas fases empíricas. A primeira consistiu na aplicação de um inquérito por questionário a docentes/investigadores de todas as instituições de ensino superior públicas em Portugal. A segunda consistiu na realização de entrevistas semiestruturadas a especialistas em Recursos Educacionais Abertos e Acesso Aberto. A análise dos resultados obtidos permitiu-nos concluir que, embora exista já algum conhecimento e utilização de Recursos Educacionais Abertos e Acesso Aberto nas práticas de ensino e investigação dos docentes das instituições de ensino superior público portuguesas, existe ainda um desconhecimento generalizado nos dois domínios. Contudo, a convergência das perceções dos docentes/investigadores inquiridos face aos dois domínios, também convergentes com as perspetivas dos especialistas, fornecem evidências sobre a possibilidade uma abordagem comum a nível das práticas educacionais abertas dos docentes/investigadores, no sentido de tornar os seus recursos educacionais e científicos abertos, reforçando assim os princípios de transparência, colaboração e maior abertura ao conhecimento.
The importance of knowledge sharing and the role of higher education in the current global knowledge economy has been increasingly recognised in the last years, by entities and initiatives spread across the world. In this context, the open education movement has been essential in creating new pedagogical opportunities, particularly the Open Educational Resources and the Open Access movements, as they are closely related to the academic functions that are intrinsically part of scholarly activities: the pedagogical function, regarding teaching activities and the scientific function, regarding research activities. Within this framework, the current research has revisited the concept of scholarship and the changes that have occurred as response to the challenges of the network society and the global movement of openness to knowledge. The main purpose of this research was to understand how the perceptions and practices of faculty in public higher education institutions in Portugal towards Open Educational Resources are related to their perceptions and practices towards Open Access. It is an exploratory and descriptive study, with a mixed methods approach. The methodological design was structured into two empirical phases. The first was based on collecting data from faculty in all public higher education institutions in Portugal, by means of a questionnaire survey. The second phase was based on semistructured interviews conducted to Portuguese specialists in both fields. The results obtained indicate that, although faculty already show some degree of knowledge and use of Open Educational Resources and Open Access in their teaching and research practices, there is still a general lack of knowledge in both fields. However, the convergence of faculty perceptions regarding both fields, also convergent with the perspectives from experts, provide evidence on the possibility of a common approach to both fields in faculty educational practices, with the purpose of opening up their educational and scientific resources, thus reinforcing the principles of transparency, collaboration and openness to knowledge.
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/7363
Designação: Tese de Doutoramento em Educação na especialidade de Educação a Distância e Elearning apresentada à Universidade Aberta
Aparece nas colecções:Educação a Distância e Elearning / Distance Education and Elearning

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD_PaulaCardoso.pdf35,24 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.