Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/6659
Título: Práticas de liderança de coordenadores de departamento curricular
Autor: Freitas, Ana Isabel Fernandes Pereira de
Orientador: Grave-Resendes, Lídia
Palavras-chave: Liderança
Lideranças intermédias
Práticas de liderança
Departamento curricular
Professores
Ensino secundário
Coordenação
Organização escolar
Entrevistas
Leadershsip
Distributed leadership
Intermediate leaders
Departmental coordinators and leadership practice
Model of Kouzes & Posner
Data de Defesa: 14-Jul-2017
Citação: Freitas, Ana Isabel Fernandes Pereira de - Práticas de liderança de coordenadores de departamento curricular [Em linha]. [S.l.]: [s.n.], 2016. 2 vol.
Resumo: A presente investigação teve como objetivo principal recolher a perceção dos profes-sores sobre as práticas de liderança dos coordenadores de departamento curricular. A criação de departamentos curriculares no ensino secundário é relativamente re-cente no nosso país, assim como a função de coordenador de departamento curricular. Mais do que nunca, estes líderes escolares assumem um papel fulcral a nível organizacional e espera-se que exerçam lideranças pedagógicas que apelem à participação e ao self-engage-ment dos docentes, por vontade própria, para a melhoria da qualidade escolar. Para a concretização do objetivo mencionado, optou-se por um estudo de caso, de natureza mista. Aplicamos a duzentos e trinta e três professores o inquérito por questionário “Inventário das Práticas de Liderança - Observador” de Kouzes & Posner (2003) e entrevis-tamos cinco coordenadores de departamento curricular. Concluímos que a prática de liderança mais exibida pelos coordenadores de departamento tem a ver com a possibilidade de “Permitir que os Outros Ajam”, seguida das práticas “Mostrar o Caminho”, “Encorajar a Vontade”, “Desafiar o Processo” e “Inspirar uma Visão Conjunta”. Porém, apesar de os professores considerarem que os coordenadores de departamento estabelecem boas relações com os grupos com quem trabalham, apoiando-os na tomada de decisões, verificamos que os coordenadores elegeram como prioridade para a sua ação a representação dos seus colegas no conselho pedagógico e a comunicação eficaz entre os diferentes órgãos de gestão da escola. A opção assumida pelos próprios encontra fundamento na interpretação que fazem da legislação que regulamenta a sua ação e no tipo de cultura que carateriza cada um dos departamentos. Assim sendo, a mesma afasta-se do exercício de uma liderança pedagógica, veiculada às aprendizagens dos alunos e da própria escola.
This investigation aims to determine the perception teachers have of the practices of leadership of departmental coordinators. The development of curricular departments within a secondary school environment is relatively new in our country, as is the role of those responsible for coordinating these departments. More than ever, these school leaders assume a fundamental role at the organi-sational level and it is expected that they exhibit qualities of educational leadership that in-stigate the participation and self-engagement of teachers in the improvement of the school. In order to determine their perception, we developed a case study by applying a mixed model. We used the “Leadership Inventory Practices – Observer” by Kouzes & Pos-ner (2003) so as to learn the views of two hundred and thirty-three teachers. We also admin-istered semi-structured interviews to five departmental coordinators. We concluded that the type of leadership most widely exhibited by departmental co-ordinators is related to being able to “allowing others to act”, followed by practising “show-ing the way”, “encouraging their will”, “challenging the process”, and “inspiring a joint vi-sion”. However, although teachers acknowledge that departmental coordinators do have good relationships with their work colleagues, supporting them in decision-making, we noted that the departmental coordinators assume as their main responsibility representing their colleagues with management and allowing for the effective communication amongst different school functions. This self-imposed main responsibility is related to the regulations which control their actions and the work-culture present in each different department. Hence, their type of leadership cannot be constructed as educational in the sense that it is not aimed at enhancing students’ learning or the allowing for the improvement of the school.
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/6659
Designação: Tese de Doutoramento em Educação na especialidade de Liderança Educacional apresentada à Universidade Aberta
Aparece nas colecções:Liderança Educacional / Educational Leadership

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD_AnaIsabelFreitas.pdf3,29 MBAdobe PDFVer/Abrir
TD_Anexos_AnaIsabelFreitas.pdf2,37 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.