Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/6612
Título: Mobile learning e educação em saúde: estudo de caso no ensino superior de práticas laboratoriais
Autor: Abreu, Renato
Orientador: Cardoso, Teresa
Palavras-chave: Mlearning
Dispositivos móveis
Ensino superior
Hematologia
Apps
Mobile devices
Higher education
Hematology
Data de Defesa: 19-Jul-2017
Citação: Abreu, Renato - Mobile learning e educação em saúde [Em linha]: estudo de caso no ensino superior de práticas laboratoriais. [S.l.]. [s.n.], 2017. 2 vol.
Resumo: O mobile learning continua a ser uma área emergente na educação a distância e elearning, em que se tira partido, por exemplo, do poder ubíquo dos dispositivos móveis. Assim, importa perceber de que modo podem ser integrados no processo de ensino e aprendizagem. Em particular, e com este estudo, pretendeu-se perceber de que modo o m-learning e a utilização de dispositivos móveis potencia a educação em saúde, nomeadamente em aulas de hematologia laboratorial. Metodologicamente, optou-se pelo estudo de caso, tendo-se implementado inquéritos por questionário e realizado observação participante. Os dados recolhidos foram analisados com recurso à análise estatística e à análise de conteúdo. Dos resultados obtidos, é possível concluir que com a utilização dos dispositivos móveis a abordagem e resolução de problemas foi facilitada em Hematologia. Mais especificamente, a utilização de apps, como o CellAtlas e o Moxtra, permitiu superar dificuldades na execução de técnicas laboratoriais. Além destes aspetos, foram evidenciados outros, entre os quais uma maior estabilidade emocional em provas de avaliação e a subsequente melhoria nas respetivas classificações. Em síntese, considera-se que a introdução de atividades e estratégias mobile learning na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa é uma realidade que se prevê irreversível, até por já não estar circunscrita à unidade curricular do Curso de Ciências Biomédicas Laboratoriais que despoletou esta abordagem pedagógica inovadora.
Mobile learning is presently an emergent area in distance education and elearning that takes advantage of the ubiquitous and widespread use of mobile devices. Thus, the understanding of the potential associated with the integration in teaching and learning processes is crucial and foremost important. This study aims to understand how mobile learning and the use of mobile devices can improve health education, particularly in the context of hematology laboratory lessons. Methodologically, we opted for a case study, implementing surveys and conducting participant observation. The collected data was analyzed through statistical analysis and content analysis methods. The results obtained show that the use of mobile devices enables problem-solving capacities in hematology. Specifically, the use of apps, such as CellAtlas and Moxtra, allowed to overcome difficulties regarding the implementation of laboratory techniques. Our results also evidenced the enhancement of emotional stability in evaluation moments and the improvement of students’ ratings. Overall, we consider that the introduction of mobile learning strategies and activities at the Lisbon School of Health Technology is irreversible, and not limited to the curricular unit of the Biomedical Laboratory Science course, which was the promoter of this innovative pedagogical approach.
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/6612
Designação: Tese de Doutoramento em Educação na especialidade de Educação a Distância e Elearnig apresentada à Universidade Aberta
Aparece nas colecções:Educação a Distância e Elearning / Distance Education and Elearning

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD_Apêndice_RenatoAbreu.pdf4,71 MBAdobe PDFVer/Abrir
Tese de Doutoramento Mobile Learning e Educação em Saúde - Renato Abreu.pdf4,68 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.