Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/704
Título: Desemprego, qualidade de vida e stress: um estudo na Região de Lisboa
Autor: Cachapa, Maria da Luz
Orientador: Ramos, Natália
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Estudos sociais
Qualidade de vida
Trabalho
Satisfação
Felicidade
Desemprego
Sofrimento
Lisboa
Unemployment
Health psychology
Stress
Health psychology
Data de Defesa: 2007
Citação: Cachapa, Maria da Luz - Desemprego, qualidade de vida e stresse [Em linha] : um estudo na Região de Lisboa. Lisboa : [s.n.], 2007. 150 p.
Resumo: Este estudo teve por objectivo compreender se as características sociais, demográficas e específicas da situação de desemprego produzem alterações significativas na qualidade de vida dos indivíduos. Especificamente, procurou responder a dois objectivos específicos: I) Identificar as características sócio-demográficas (sexo, idade, nível de escolaridade, tipo de agregado familiar, religiosidade, existência de filhos, número de filhos, tipologia da habitação), que produzem alterações na qualidade de vida dos desempregados ao nível dos recursos emocionais, da satisfação com a vida e dos níveis de stresse; II) identificar se as características específicas da situação de desemprego, como o tipo de desemprego, duração do desemprego, duração da última actividade profissional, razões que levaram ao desemprego, modo de subsistência e alterações de vida decorrentes da situação de desemprego, produzem alterações na qualidade de vida dos desempregados ao nível dos recursos emocionais, da satisfação com a vida e dos níveis de stresse. Para a concretização destes objectivos, aplicámos um inquérito por questionário a cem indivíduos desempregados e analisámos os resultados tendo por base um Modelo Biopsicossocial e Multifactorial de Saúde, que estuda as implicações de determinados acontecimentos significativos de vida de forma integrada, tendo em conta os factores ambientais, individuais/pessoais e processos transaccionais. Os resultados obtidos, no nosso estudo, sugerem a relevância das características sociais e demográficas dos desempregados na qualidade de vida ao nível dos recursos emocionais, da satisfação com a vida e dos níveis de stresse, contudo apenas se revelaram estatisticamente significativos às variáveis “escolaridade", “tipo de habitação", “tipo de família/com quem vive" e “número de filhos". Também algumas características específicas da situação de desemprego produzem alterações na qualidade de vida dos desempregados ao nível dos recursos emocionais, da satisfação com a vida e dos níveis de stresse, nomeadamente, a duração do desemprego, duração da última actividade profissional e tipo de desemprego
This study set out to establish whether the social, demographic and specific characteristics of unemployment bring about major alterations to the quality of life of individuals. To be precise, it sought to achieve two specific objectives: I) To identify the socio-demographic characteristics (sex, age, level of schooling, type of family unit, religiousness, existence of children, number of children, type of housing) which bring about alterations to the quality of life of the unemployed in terms of emotional resources, satisfaction with life and stress levels; II) To identify whether the specific characteristics of unemployment such as the type of unemployment, duration of unemployment, duration of last professional activity, the reasons behind unemployment, means of subsistence and alterations to life deriving from unemployment, produce alterations to the quality of life of the unemployed in terms of emotional resources, satisfaction with life and stress levels. To achieve these objectives, we subjected one hundred unemployed people to a questionnaire and analysed the results in line with a Biopsychosocial and Multifactorial Health Model which studies the implications of given major events in life in integrated fashion, bearing in mind environmental and individual/personal factors and transactional processes. The results obtained in our study would suggest the relevance of the social and demographic characteristics of the unemployed for their quality of life in terms of emotional resources, satisfaction with life and stress levels, though only the variables “schooling", “type of housing", “type of family/who do you live with" and “number of children" proved statistically significant. Furthermore, some specific characteristics of unemployment bring about alterations to the quality of life of the unemployed in terms of emotional resources, satisfaction with life and stress levels, to wit the duration of unemployment, the duration of the last professional activity and the type of unemployment
Descrição: Dissertação de Mestrado em Comunicação em Saúde apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/704
Aparece nas colecções:Mestrado em Comunicação em Saúde / Master's Degree in Health Communication - TMCS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TMCS_Maria LuzCachapa.pdf1,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.