Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/700
Título: O significado e percepção das consequências do consumo do álcool da população adolescente de um colégio particular de Lisboa
Autor: Salvador, Maria Teresa Français
Orientador: Goulão, Fátima
Palavras-chave: Sociologia da saúde
Comunicação em saúde
Adolescência
Juventude
Identidade pessoal
Família
Consumo
Bebidas alcoólicas
Data de Defesa: 2008
Citação: Salvador, Maria Teresa Français - O significado e percepção das consequências do consumo do álcool da população adolescente de um colégio particular de Lisboa [Em linha]. [Lisboa] : [s.n.], 2008. 197 p.
Resumo: Nas últimas décadas assiste-se a uma mudança radical no padrão de consumo de álcool que se centra fundamentalmente na alteração de um consumo diário para um consumo de fim-de-semana. Está associado principalmente aos jovens, é uma forma de consumo mais compulsivo e a embriaguez é por excelência o símbolo deste tipo de consumo. A realização do presente estudo, visa perceber qual o significado que os jovens atribuem ao consumo de álcool, perceber qual o envolvimento da família e se esta influencia os comportamentos dos seus filhos adolescentes, perceber qual o conhecimento que os adolescentes têm acerca das consequências do consumo de álcool, a curto e a longo prazo e qual a sua motivação face a uma área curricular sobre promoção de saúde. Este estudo pretende, portanto, perceber também, se é pertinente intervir em promoção de saúde junto dos jovens, em contexto escolar, no sentido de lhes proporcionar competências para decidirem sobre a sua própria saúde e optarem por comportamentos e estilos de vida saudáveis. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, enquadrado num paradigma quantitativo. Foi utilizada uma amostra não probabilística e uma técnica de amostragem de conveniência. Foi elaborado um questionário que se aplicou a uma amostra de 149 adolescentes, com idades compreendidas entre os 15 e os 18 anos, que frequentavam o ensino secundário num colégio particular em Lisboa. Os dados foram tratados utilizando a estatística descritiva e inferencial. Verifica-se que, existe uma predominância do consumo de álcool ao fim de semana, com amigos e em saídas à noite. A idade de inicio do consumo de álcool é cada vez mais precoce, não existindo diferença significativa entre géneros. O tipo de bebida incide preferencialmente na cerveja e bebidas destiladas. Verifica-se que os jovens embora com algum conhecimento sobre as consequências do consumo de álcool, mantêm este comportamento como um elemento indispensável à integração no grupo de pares e à boa disposição, constituindo um factor facilitador de relações interpessoais, mas referem interesse pela existência de uma área curricular, integrada em contexto escolar, sobre promoção de saúde. Pode concluir-se que seria benéfico a intervenção em promoção de saúde, através de estratégias bem delineadas, com conteúdos que promovam o aumento do nível de competência individual, que promovam capacidade para enfrentar as situações de stresse e conflitualidade próprias da adolescência, que promovam a capacidade de decidir
In the last decades, there has been a dramatic change in the pattern of alcohol consumption. The largest change revolves mostly around a switch from a daily to weekend consumption and is particularly associated with youth. It is a more compulsive type of drinking (binge drinking) where the objective is to get drunk. The main focus of the present study is to understand how young people perceive alcohol consumption, assess the involvement of families and its effects on the behaviour of their teenage children. We also aim to understand the level of knowledge that teenagers have on the short and long term consequences of alcohol consumption and their interest concerning a curricular plan on the area of health promotion. This work will also try to assess the suitability of encouraging young people, within the school environment, to adopt healthy behaviours by providing them with the skills to make informed decisions about their own health and help them choose healthy behaviours and lifestyles. This is an exploratory study, of a descriptive nature and based on the quantitative paradigm. In order to simplify the sampling process, a convenient sampling technique was used instead of a representative population sample. A sample of 149 teenagers, aged between 14 and 18 years old, students at private high school in Lisbon was asked to complete a questionnaire. The data were treated by descriptive and inferential statistics. It was observed that alcohol is predominantly consumed on the weekends and during nights out with friends. Teenagers start drinking at an earlier age and there are no gender differences. Beer and distilled drinks are generally preferred. Although teenagers are somewhat aware of the consequences of alcohol consumption, the behaviour is maintained because it boosts acceptance amongst their peers, increases the overall cheerful mood, and facilitates interpersonal relations. Based on the percentage of students showing interest in a new curricular area of study promoting health, it can be concluded that well defined strategies designed to give adolescents the skills needed to cope with stressful events, help them with the decision making process and conflict resolution, would be beneficial
Descrição: Dissertação de Mestrado em Comunicação em Saúde apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/700
Aparece nas colecções:Mestrado em Comunicação em Saúde / Master's Degree in Health Communication - TMCS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LC402.pdf1,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.