Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/571
Título: Mini-testes : uma possível estratégia para o sucesso na matemática
Autor: Fernandes, Susana
Orientador: Araújo, João
Palavras-chave: Matemática
Ensino das matemáticas
Avaliação
Ensino básico
Processos de aprendizagem
Estratégias de ensino
Sucesso escolar
Testes
Learning
Mathematics
Mathematics teaching
Evaluation
Strategies
School success
Data de Defesa: 2005
Citação: Fernandes, Susana - Mini-testes [Em linha] : uma possível estratégia para o sucesso da matemática. Lisboa : [s.n.], 2005. 200 p.
Resumo: O ponto de partida deste estudo foi o seguinte problema: A realização de mini-testes nos últimos minutos de aula, focando os conteúdos leccionados na mesma, interfere na aprendizagem da Matemática, gerando o sucesso? Para o aprofundamento e contextualização do problema, foram definidas questões para investigação de forma a operacionalizar o estudo e a focar pontos importantes relativos ao problema escolhido: 1. Os alunos submetidos a mini-testes irão melhorar a postura na sala de aula, quanto à atenção? 2. Os alunos de Matemática do Ensino Básico, submetidos a mini-testes, nos últimos minutos de aula, sobre os conteúdos leccionados, revelam um melhor desempenho que os alunos que não foram submetidos a essas actividades? 3. Os alunos submetidos a mini-testes terão melhor sucesso na disciplina de Matemática? E para levar a cabo a finalidade traçada foram definidos os seguintes objectivos: 1. Verificar se a evolução do grupo de experiência foi superior ao grupo de controlo relativamente à postura na sala de aula, ou seja as atitudes dos alunos. 2. Verificar se a evolução do grupo de experiência foi superior ao grupo de controlo relativamente à aquisição e aplicação por parte dos alunos do conhecimento adquirido. 3. Verificar se a evolução do grupo de experiência foi superior ao grupo de controlo relativamente às notas finais de período. 4. Verificar se existe uma interligação entre a atenção do aluno na sala de aula e o seu sucesso, ou seja se a subida dos níveis de atenção acompanha o aumento dos níveis de sucesso. Os protagonistas deste estudo são 137 alunos, a estes foi aplicado um questionário o pré-teste e um pós-teste. A amostra encontra-se dividida em dois grupos, o experimental e o de controlo. Ao Grupo de Experiência pertencem 66 alunos, que antes da aplicação do pós-teste foram sujeitos a mini-testes ao longo do segundo período, sempre que se dava matéria nova, pertencendo ao Grupo de Controlo 71 alunos. O Grupo de Experiência difere do Grupo de Controlo, nos resultados obtidos no primeiro período, sendo o Grupo de Controlo o grupo com mais sucesso. O design adoptado para o estudo foi o design quase-experimental. Na parte final do trabalho, compara-se a actuação dos dois grupos antes e depois da aplicação dos mini-testes no segundo período. Avaliaram-se as diferenças existentes e apesar das limitações do trabalho desenvolvido, apurou-se que a aplicação de mini-testes no final das aulas sempre que é leccionada matéria nova é uma estratégia que revela algumas potencialidades no aperfeiçoamento da postura dos alunos face às aulas de Matemática como também na obtenção de melhores resultados nos testes que depois se podem traduzir na alteração de nível final de período. Permitindo assim colocar um maior número de alunos no padrão do sucesso
Abstract - The departure point of this study was the following problem: submitting the students to a mini-test in the last minutes of the lesson, focusing on the contents taught in that lesson, interferes in the learning of Mathematics, creating success? To deepen and contextualise the problem, questions for research were defined in order to work out the study and to focus important points concerning the chosen problem: 1. Will the pupils submitted to the mini-tests improve their attitude in the classroom as far as attention in concerned? 2. Do the pupils of Mathematics of “Ensino Básico", submitted to the mini-tests on the contents taught in the last minutes of the lesson, reveal a better performance than the pupils who had not been submitted to these activities? 3. Will the pupils submitted to the mini-tests have better results in Mathematics? And to carry out the traced purpose the following aims were defined: 1. To verify whether the evolution of the group of experience was superior to the group of control relatively to the attention in the classroom, that is the attitudes of the pupils. 2. To verify if the evolution of the group of experience was superior to the group of control relatively to the acquisition and application of the acquired knowledge by the pupils. 3. To verify if the evolution of the group of experience was superior to the group of control relatively to the final grades of the term. 4. To verify if there is an interconnection between the attention of the pupil in the classroom and his success, that is if the rise of the attention levels follows the increase of the success levels. The leading characters of this study are 137 pupils, to whom a questionnaire, a pre-test and an after-test were applied. The sample is divided into two groups, the experimental one and one of control. 66 pupils, who before the application of the after-test had been submitted to the mini-tests during the second term whenever a new topic was taught, belong to the Group of Experience, and 71 pupils belong to the Group of Control. The Group of Experience differs from the Group of Control in the results obtained in the first term, being the Group of Control the most successful one. The design adopted for the study was an almost-experimental design. In the final part of the work, the performance of the two groups before and after the application of the mini-tests in the second term is compared. The existing differences were evaluated and despite the restrictions of the work developed, it was determined that the application of mini-tests in the end of the lessons whenever a new topic is taught is a strategy that reveals some potentialities in the perfection of the attitude of the pupils towards the lessons of Mathematics and also in the achievement of better results in the tests that later can mean a change of the level in the end of the term, thus allowing to place a bigger number of pupils in the standard of success
Descrição: Dissertação de Mestrado em Ensino das Ciências apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/571
Aparece nas colecções:Mestrado em Ensino das Ciências / Master's Degree in Sciences Teaching - TMEC

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TMEC_SusanaFernandes.pdf2,12 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.