Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/4880
Título: O impacto das relações interculturais nas crenças e atitudes dos viajantes relativamente ao país e à sociedade visitados : estudo de caso : a brigada agroecológica e Guamá, Cuba, organizada pela ONGD SODePAZ
Autor: Lacerda, Ana Filipa
Orientador: Albuquerque, Rosana
Simão, João Miguel Neto
Palavras-chave: Turismo
Viagem
Comunicação intercultural
Relações interculturais
Alteridade
Identidade
Representações sociais
Voluntariado
Organizações não governamentais
Cuba
Intercultural relations
Intercultural communication
Voluntourism
Altherity
Identity
Social representations
Data de Defesa: 2015
Citação: Lacerda, Ana Filipa - O impacto das relações interculturais nas crenças e atitudes dos viajantes relativamente ao país e à sociedade visitados [Em linha] : estudo de caso : a brigada agroecológica e Guamá, Cuba, organizada pela ONGD SODePAZ. Lisboa : [s.n.], 2015. 2 vol.
Resumo: A presente investigação pretende dar mais um contributo para melhor se entender a influência das relações interculturais para a compreensão entre os povos, no contexto da interação turística. Parte-se de um quadro teórico que cruzou reflexão de áreas como a Psicologia Social, o Turismo e a Comunicação Intercultural – procurando-se entender como as representações do destino turístico se formam e como o self as integra – para se entrar na análise do universo de crenças e atitudes relativamente a Cuba e à sociedade cubana de um grupo de viajantes espanhóis que realizou uma brigada agroecológica a Guamá, Cuba, em 2013, promovida pela ONGD espanhola SODePAZ em parceria com a ONG local CUBASOLAR. Uma análise que resulta da aplicação do modelo de formação do destino de viagem (com base em estudos sobre mudanças de atitudes em contexto turístico) ao dinamismo do caleidoscópio do self de Deaux e Perkins (2001). Consegue-se perceber a influência de diferentes elementos na formação da imagem de destino – antes, durante e após a experiência de viagem – e ver como o self vai, num diálogo permanente entre os seus planos individual, relacional e coletivo, reforçar ou mudar crenças e atitudes quanto ao destino. Durante a experiência de viagem, vemos que, dependendo da abertura dos brigadistas à inclusão da visão dos residentes e vice-versa bem como da resolução de conflitos interpessoais, é possível integrar novas perspetivas. Pontos de vista e formas de sentir que abrem a potencialidade de compreensão entre os povos para além daquilo que lhes é comum. Assim, na zona onde o self dos brigadistas integra o que se observa da sociedade dentro e fora de Cuba – por via de um reconhecimento de dadas caraterísticas mais ou menos positivas – e o que se vive com o povo cubano – por via do encontro – é possível vermos nascer um pensamento elaborado em conjunto. Culturas híbridas, tantas quanto os papéis desempenhados pelo indivíduo que se move entre diferentes esferas de identificação coletiva.
This research is a contribution to a better understanding on the influence of intercultural relations in the dialogue between different societies, in a tourist interaction context. The starting point is a theoretical framework that mixes crucial critical thinking from academic backgrounds such as Social Psychology, Tourism Studies and Intercultural Communication – trying to understand the touristic destiny representation‘s creation process and the integration of the self within it – in order to analyse a Spanish voluntourist group's visions and perceptions about Cuba and the Cuban society, in a volunteer trip to Guamá, Cuba, organised by the NGO SODePAZ along with its local partner CUBASOLAR. This type of analysis derives from the application of the destination image formation model (based in different studies concerning perception changing in the tourist context) to the Deaux and Perkins (2001) dynamic kaleidoscop of self. In the end, it is possible to observe the influence of different elements in the destination image formation – before, during and after the trip experience – see and how the self reinforces or changes destiny perceptions, in a permanent dialogue between, individual, relational and collective self spheres. During the trip experience, the research shows that, depending on the volunteer tourists' opening to residents' perspectives and vise versa and interpersonal conflicts‘ resolution, it is possible to integrate new perspectives. Views and perceptions that promote the comprehension between different societies despites what attracts them. Therefore, in the space where the self integrates what one observes in Cuban society, inside and outside Cuba – through the recognition of certain characteristics in Cuban society, more or less positive – and what is lived with the Cuban people – through personal encounters – one testifies the awakening of a different kind of thought, created in common. Hybrid cultures, as many as the roles performed by a person who moves within different identification collectives.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Relações Interculturais apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/4880
Aparece nas colecções:Mestrado em Relações Interculturais / Master's Degree in Intercultural Relations - TMRI



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.