Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/4700
Título: Mortalidade fetal tardia versus mortalidade neonatal precoce : estudo comparativo Portugal / União Europeia (2004-2013)
Autor: Somsen, Elisabeth
Orientador: Branco, Carlos Rafael
Nogueira, Paulo Jorge
Palavras-chave: Estudos comparados
Mortalidade
Mortalidade infantil
Gravidez
Nascimento
Portugal
União Europeia
Late foetal mortality
Neonatal mortality
Early neonatal mortality
Perinatal mortality
Human development index
Data de Defesa: 2015
Citação: Somsen, Elisabeth - Mortalidade fetal tardia versus mortalidade neonatal precoce [Em linha] : estudo comparativo Portugal / União Europeia (2004-2013). Lisboa : [s.n.], 2015. 84 p.
Resumo: Com o objetivo de verificar a existência de relação entre a diminuição da mortalidade fetal tardia e o aumento da mortalidade natal e natal precoce, foi consultada bibliografia relevante sobre o assunto e bases de dados disponíveis, em Portugal e na União Europeia. Apesar da limitação de informação, principalmente a nível dos dados europeus, verificaram-se vários indicadores relevantes, como reprodução medicamente assistida, doenças na grávida, como diabetes e hipertensão arterial, fatores de risco como obesidade e tabagismo, bem como no feto, o baixo peso à nascença e a gemelaridade. Foi também considerado o Índice de Desenvolvimento Humano como fator relevante na evolução. Apurados os números e em função dos resultados foi efetuada uma comparação entre Portugal e a União Europeia durante a década de 2004-2013. Esta comparação foi efetuada utilizando gráficos elaborados a partir das tabelas apuradas e permitiu concluir que até à data não existe evidência de tal relação, mas que a mesma não é de excluir, pelo que mais investigação sobre o tema deverá ser efetuada. Para tal deverão ser considerados alguns novos indicadores para futuros estudos.
In order to verify the existence of a relationship between the decrease of late foetal mortality and the increase of neonatal and early neonatal mortality, relevant literature on the subject and available databases, in Portugal and the European Union, were consulted. Despite limited information on European Union data, there were several relevant indicators, such as assisted reproduction, diseases in pregnant women as diabetes and hypertension, risk factors such as obesity and smoking, as well as in the foetus, low birth weight and gemelarity, The Human Development Index was also considered as relevant factor on this evolution. Upon the results, a comparison between Portugal and the European Union during the decade of 2004-2013 was made. This comparison was established using graphics from elaborated tables and came to the conclusion that up until now there is no evidence of such a relationship, but that it cannot be excluded, so more research on this subject should be made. Some new indicators are also mentioned for future studies.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Estudos sobre a Europa apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/4700
Aparece nas colecções:Mestrado em Estudos sobre a Europa / Master's Degree in Studies on Europe - TMESE

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DissertaçãoElisabethSomsen.pdf3,37 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.