Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/4636
Título: O povoado de Leceia (Oeiras), sentinela do Tejo no terceiro milénio a.C.
Autor: Cardoso, João Luís
Palavras-chave: Arqueologia
História
Pré-história
Povoado
Leceia
Oeiras
Portugal
Data: 1997
Editora: Museu Nacional de Arqueologia / Câmara Municipal de Oeiras
Citação: Cardoso, João Luís, coord. - O povoado fortificado de Leceia (Oeiras), sentinela do Tejo no terceiro milénio a.C. [Em linha]. Lisboa : Museu Nacional de Arqueologia; Oeiras : Câmara Municipal de Oeiras, 1997. 128 p. ISBN 972-9257-15-9
Resumo: As investigações sobre o Calcolítico da região da Baixa Estremadura (a Sul do paralelo de Torres Vedras), no decurso das últimas décadas, conduziram a avultado conjunto de elementos, tanto respeitantes a povoados como a necrópoles. Porém, a falta de uma perspectiva coerente, eminentemente de carácter social, no tratamento desta informação - tão dispersa quanto heteróclita - tem impedido a demonstração cabal e a valorização da forte identidade cultural desta região, no Calcolítico. As transformações económicas, sociais e culturais, decorrentes do processo de calcolitização, cujo estudo se torna particularmente adequado nos locais que oferecem registo arqueológico contínuo, desde o Neolítico final, nunca foram devidamente analisadas. Neste contexto, assumem particular interesse os resultados obtidos pelo signatário num dos mais expressivos arqueossítios desta região: o povoado fortificado de Leceia, no concelho de Oeiras. As catorze campanhas de escavações ali realizadas anualmente desde 1983 permitiram a recolha de notável conjunto de informações que importa valorizar. No quadro da investigação realizada, o estudo integrado de tais elementos, constituirá pedra angular, em ordem ao conhecimento da génese e desenvolvimento do povoado calcolítico da região em causa. Por outro lado, a caracterização das relações estabelecidas com outros grupos calcolíticos já identificados no território português, possibilitará entrever no Calcolítico da estremadura uma formação económico-social articulada transregionalmente, estribada em território desempenhando ligação entre os grupos culturais do Norte e do Sul, do interior e do litoral. Um contributo inédito, de importância maior para a discussão apresentada, é corporizado pelos resultados cronométricos obtidos em Leceia. As 38 datas de radiocarbono, bem como o tratamento estatístico subsequente permitiram, pela primeira vez, estabelecer em bases sólidas e credíveis, balizas absolutas, com elevada precisão, para as sucessivas fases culturais ali representadas, a saber: Neolítico final; Calcolítico inicial; Calcolítico pleno; e Calcolítico final (época a que tradicionalmente se fazem corresponder as cerâmicas campaniformes).
ln the last decades, the research concerning the Cha\colithic of Estremadura region gathered an enormous amount of data. However, the lack of a coherent and global synthesis, resulting from the treatment of this disperse and heterogeneous information, prevented up-to-now the demonstration and significance of the cultural identity of this region during Cha\colithic. Furthermore, there has been an insufficient characterisation of the economic, social and cultural changes that occurred along this process, in spite of the availabe or potential archaeological data, namely from one of the most important estremaduran sites, the fortified "castro" of Leceia (Oeiras county). Annual archaeological excavations since 1983 led to a large amount of information; the data obtained here will be the baseline for the understanding of the genesis and development of the cha\colithic regional patterns of territorial occupation and the resource exploitation strategies. The characterisation of economic relationships with other cha\colithic cultural groups - namely the Beiras Group and the Southwestern Group - is another purpose of this and future research.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/4636
ISBN: 972-9257-15-9
Aparece nas colecções:História, Arqueologia e Património - Livros / Books

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
O povoado de Leceia_2000.pdf19,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.