Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/4425
Título: m-Learning e videoconferência na comunicação oral empresarial em português língua estrangeira [Em linha] : estudo de caso na Universidade de Tecnologia de Durban - Faculdade de Artes e Design
Autor: Pegado, Maria Raquel
Orientador: Dias, Helena Bárbara
Palavras-chave: Elearning
Mlearning
Tecnologia da informação e comunicação
Português língua não materna
Segunda língua
Videoconferência
Oralidade
Comunicação virtual
Empresas
Educação
Ensino virtual
Interculturalismo
Estudo de casos
África do Sul
Data de Defesa: 2015
Resumo: O presente estudo resulta de um projeto de introdução da língua portuguesa e culturas lusófonas nos cursos oferecidos por uma universidade de Durban, na África do Sul. O projeto visa preparar futuros profissionais anglófonos, nas áreas dos negócios e das artes, para desempenharem funções em países de língua portuguesa, com ênfase na comunicação oral e nos meios digitais. Perante o aumento crescente da procura de programas específicos de desenvolvimento da oralidade de português língua estrangeira (PLE) a dificuldade consistia, não apenas, na falta de conteúdos digitais bilingues (em especial, em português europeu) mas também, na falta de ambientes virtuais de aprendizagem com uma estrutura modular, sistemática e especializada. Ao longo de 2013, foi feita uma pesquisa de conteúdos digitais, ferramentas e estudos de caso que permitiram avaliar as ferramentas mais indicadas para o desenvolvimento da comunicação oral em português língua estrangeira. Em resultado da pesquisa e da reflexão, foram colocadas duas hipóteses prévias: (1) o m-learning (numa primeira fase, integrado em ambiente b-learning) como modalidade colaborativa adequada de acesso e construção do conhecimento; (2) a videoconferência com falantes nativos de português como uma ferramenta de interação de excelência na aplicação do conhecimento da língua. O desafio consistiu, portanto, em construir um ambiente de aprendizagem virtual, articulado por atos de comunicação e integrador das ferramentas TIC mais adequadas para desenvolvimento da competência comunicativa, oral e intercultural dos seus utilizadores, de nível A1. Ao longo de 2014, desenvolvi os conteúdos digitais, tais como videocasts e podcasts, tutoriais, languagequests, quizzes e guiões de conversação, organizei um website para e/m-learning e tentei criar uma rede de contactos Skype. Ao longo do primeiro trimestre de 2015, testei a viabilidade desta metodologia com um grupo de alunos dos cursos de Design, Tradução e Interpretação e Jornalismo da Faculdade de Artes e Design. O presente estudo visa (1) refletir os caminhos de investigação seguidos e (2) descrever os dados obtidos esperando que aponte para novas experiências de e-learning, cada vez mais relevantes na era digital em que vivemos, enquanto instrumento fundamental da internacionalização do PLE, no mundo dos negócios.
This study is an outcome of the introductory project of the Portuguese language and lusophone cultures in courses offered by a university in Durban, South Africa. The project aims to prepare future English speaking professionals, in the areas of business and arts, to work in Portuguese speaking countries with the keynote on oral communication and digital resources. Considering the growing demand for oral development programmes of Portuguese as a foreign language, the difficulty consisted, not only, in the lack of bilingual digital content, in particular, in European Portuguese but also the lack of learning virtual environments with a systematic and specialized modular structure. A research was done in 2013 concerning the digital content, tools and study cases. This research was meant to assess which tools would be more suitable for oral communication in Portuguese as a foreign language. As a result of my research and reflection process, two previous hypotheses were assumed: (1) m-learning (in a first stage integrated in a b-learning environment) as an adequate collaborative method of information access and knowledge construction; (2) videoconference with Portuguese native speakers as the most adequate interaction method to apply language knowledge. Thus, the challenge consisted of creating a virtual learning environment, articulated by communication acts, which would also integrate the most adequate ICT tools to promote the development of both, oral and intercultural communication of its users, on an A1 level. Throughout 2014, I developed digital content, such as videocasts and podcasts, tutorials, languagequests, quizzes and videoconference guidelines, organized a website for e/m-learning and tried to set up a Skype contact network. Throughout the first quarter of 2015, I have tested the viability of this methodology with a group of students from the Faculty of Arts and Design majoring in Design, Translation and Interpreting and Journalism This study aims to (i) reflect upon the investigation process and (ii) describe the results obtained in this case hopefully showing the way to new e-learning systems, ever more relevant in the digital era we live in and a fundamental means of internationalization of Portuguese as a foreign language in the business world.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Português Língua Não Materna apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/4425
Aparece nas colecções:Mestrado em Português Língua Não Materna / Master's Degree in Portuguese as a Foreign Language - TMPLNM

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TPLNM_MariaRaquel.pdf2,85 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.