Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3839
Título: O espólio metálico do Outeiro de S. Bernardo (Moura) : uma reapreciação à luz de velhos documentos e de outros achados
Autor: Cardoso, João Luís
Soares, A. M. Monge
Araújo, Maria de Fátima
Palavras-chave: Arqueometalurgia
Povoado fortificado
Calcolítico
Archaemetallurgy
Fortified settlement
Calcholithic
Data: 2002
Citação: Cardoso, João Luís; Soares, A. M. Monge; Araújo, Maria de Fátima - O espólio metálico do Outeiro de S. Bernardo (Moura) : uma reapreciação à luz de velhos documentos e de outros achados. "O Arqueólogo Português" [Em linha]. S. 4, vol. 20 (2002), p. 77-114
Resumo: Estuda-se o espólio metálico recolhido por Manuel Heleno em sondagens por si orientadas, na companhia de J. Fragoso de Lima, no povoado calcolítico do Outeiro de S. Bernardo (Moura). O acesso a documentação manuscrita inédita, pertencente até época recente à família de Manuel Heleno, na qual é descrita as condições do achado de cada uma das peças estudadas, permitiu que agora se atribuísse ao conjunto o significado e importância que lhe é devido. As análises químicas realizadas por XRF dispersiva de energias, sublinharam tal realidade, ao evidenciarem o carácter homogéneo da sua composição (cobre + arsénio, este como elemento vestigial) e, por conseguinte, a elevada probabilidade de utilização de uma mesma tecnologia de fabrico e do recurso às mesmas fontes de abastecimento. Trata-se do mais importante conjunto de artefactos metálicos domésticos atribuíveis a uma única ocupação campaniforme reconhecida no ocidente peninsular. A tipologia dos artefactos de uso utilitário, conquanto se integre ainda no Calcolílico, evidencia já algumas diferenças face às peças homólogas características do Calcolítico Pleno da Estremadura e do Sudoeste português, o mesmo se verificando com os materiais coevos da bacia extremenha (ou média) do Guadiana. No que respeita às armas, nenhuma figura actualmente entre o espólio conservando; trata-se de um punhal com lingueta, de um outro munido de um par de chanfros de encabamento simétricos, provavelmente reforçado na folha, e de uma ponta Palmela, que confirmam a atribuição cronológico-cultural do conjunto ao campanifonne. A peça mais importante é uma ponta de javalina, cujos únicos paralelos peninsulares se resumem ao célebre conjunto do dólmen de La Pastom (Sevilha), às duas peças soltas recolhidas à superncie no povoado de La Pijotilla (Badajoz) e, bem mais próximo, ao exemplar mutilado recolhido em escavação arqueológica no Cerro dos Castelos de São Brás (Serpa); O estudo comparativo realizado sobre tais peças, conduziu ã conclusão de esta arma não ser incompatível com a cronologia do conjunto em que se integra, situável nos últimos séculos do III Milénio a.c. A importância do espólio metálico agora publicado, confere ao povoado do Outeiro de S. Bernardo o estatuto de sítio metalúrgico Calcolítico, ou pelo menos de centralizador do comércio de artefactos de cobre (hipótese reforçada pelo achado de um possivel lingote), sendo as peças agora estudadas, utilizadas no local ou destinadas a serem exportadas para outros locais, integrando-se nos circuitos transregionais (incluindo matérias-primas como o cobre sob a forma de lingotes) estabelecidos no decurso do Calcolítico entre a Estremadura portuguesa e o Alentejo. Este papel de destaque na coordenação destas actividades é ainda reforçado, por um lado, pela posição estratégica do sítio face ao vale do Guadiana e, por outro, pela sua proximidade das minas pré-históricas de cobre existentes na margem esquerda portuguesa do Guadiana, explorando tanto o cobre nativo, como os carbonatos cupríferos. Esta realidade é consentânea com a conhecida na região de Badajoz, na qual os povoados campaniformes e, entre estes, os fonificados, foram os que mais se dedicaram às actividades metalúrgicas.
Copper artefacts collected in 1946 by Manuel Heleno and J. Fragoso de Lima on the calcolithic Settlement of Outeiro of S. Bernardo (Moura) are studied in this paper. We had access (J.L.C) to non-publisbed written documentation kept by the Manuel Heleno family, in which are described the conditions of finding for each artefact. The knowledge of these conditions allows an overall image of the significance and importance of these findings, which are considered as a homogene group of artefacts. The chemical analysis performed by the method have further confirmed the homogeneity of the composition of the materials, which probably implies the same technology of manufacture and the same supply sources. This is the most important collection of artefacts related to a campaniform settlement on the western part of the Iberian Peninsula. The typology of the utilitary artefacts, though stíll inspired in the Calcolíthic pre-Beaker, presents some differences when compared with those from the Estremadura and South-western regions, and also with artefacts from the middle Guadiana hasin. Concerning weapons, there of them previously reported are now lost: a tanged dagger; another one having simmetric notches at the base and a possible longitudinal reinforcement of the blade: and a Palmela point, which confirms their attribution to the Beaker period. The most important weapon is a javeline point, with strong parallels found in the dolmen of La Pastora (Sevilla) and in the settlement of la Pijotilla (Badajoz); the detailed comparative study of this artefact revealed a chronology around the last centuries of the 3rd millenium BC compatible with the other copper artefacts found in Outeiro de S. Bernardo. The Outeiro de S. Bernardo settlement must be recognised as a major calcolithic site, its importance stressed by the significant metal remains now published. The artefacts produced or used there, could be latter - at least some of them - exported to other settlements, taking part of the trans-regional commercial circuits established mainly during Late Calcolithic, between the portuguese Estremadura and the Alentejo. This role is emphasized by the strategic situation of the settlement near the Guadiana, a main way of the trans-regional circulation and commerce and by the proximity of prehistoric copper mines, exploring native copper as well as copper carbonates. A similar situation was found in Badajoz, where Beaker settlements, especially the fortified ones, where the main production centres of metallurgic activities.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3839
Aparece nas colecções:História, Arqueologia e Património - Artigos em revistas internacionais / Papers in international journals

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2002, O espólio metálico do Outeiro de S.Bernardo (Moura).pdf5,37 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.