Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3733
Título: Perceção das populações locais face à sustentabilidade dos serviços das zonas costeiras: o caso da Lagoa de Santo André, Portugal
Outros títulos: Perception of the local population in the face of sustainability of coastal areas services : the case of Lagoon of Santo André, Portugal
Autor: Santinhos, Armando José
Martinho, Ana Paula
Caeiro, Sandra
Palavras-chave: Gestão de áreas costeiras
Participação das populações
Gestão de conflitos
Utilização de nassas
Data: Set-2014
Editora: Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos
Citação: Santinhos, Armando José; Martinho, Ana Paula; Caeiro, Sandra - Perceção das populações locais face à sustentabilidade dos serviços das zonas costeiras : o caso da Lagoa de Santo André, Portugal. "Revista de Gestão Costeira Integrada/Journal of Integrated Coastal Zone Management" [Em linha]. ISSN 1646-8872. Vol. 14, nº 3 (2014), p. 413-427
Resumo: Em Portugal, o reconhecimento da importância estratégica da zona costeira, criou a necessidade de proceder à sua proteção e gestão integrada. O litoral de Santiago do Cacém caracteriza-se por uma zona aplanada e baixa, que, devido à existência de um cordão de dunas e areias de praia na parte noroeste do concelho, isola do mar a sua bacia hidrográfica e linhas de água, dando lugar à formação de lagoas, como é o caso da Lagoa de Santo André. Nesta Lagoa tem nas últimas décadas existido um conflito de interesses entre estratégias de conservação dos valores naturais pelas autoridades e o uso pelas comunidades locais, que encontram neste ecossistema a realização de proveitos relevantes para a sua sobrevivência. Tendo presente os conceitos de desenvolvimento sustentável, cidadania, participação e educação ambiental, este trabalho, através da conjugação de recolha de dados por inquérito, observação direta, pesquisa e análise documental, pretendeu contribuir para a perceção dos atores-chave envolvidos no processo, relativa à sustentabilidade dos ecossistemas da zona em estudo, tendo presente as várias realidades, interesses e sensibilidades grupais, e propor soluções para a melhor gestão da lagoa de Santo André. Foi aprofundado o estudo de caso da Lagoa de Santo André, com particular destaque para a atividade de pesca artesanal na lagoa, tendo-se concluído, entre outros, a existência de problemática e contestação relativamente à gestão do ICNF (Instituto de Conservação da Natureza e Florestas), motivada por falta de diálogo e falha na comunicação entre os atores-chave do processo, bem como a falta de realização urgente do desenvolvimento de uma estratégia e de uma plataforma de entendimento que, ao nível dos decisores, promovam o desenvolvimento e a qualidade a todos os níveis desta zona do país de reconhecido potencial e que, simultaneamente, permitam com isso, a sua correta gestão. Estes e outros aspetos foram tratados aprofundadamente na discussão de resultados deste estudo, tendo-se proposto, entre outros, o entendimento entre os atores-chave, a variados níveis, e a participação de entidade exterior que modere e facilite o diálogo entre os atores-chave, de acordo com os problemas encontrados e de acordo com as soluções discutidas e concertadas num workshop final.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3733
DOI: 10.5894/rgci497
ISSN: 1646-8872
Versão do Editor: http://www.aprh.pt/rgci/pdf/rgci-497_Santinhos.pdf
Aparece nas colecções:Ambiente e Sustentabilidade - Artigos em revistas internacionais / Papers in international journals

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
rgci497Santinhos.pdf526,4 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.