Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3466
Título: Caracterização da população jovem açoriana com diabetes tipo 1 : estudo de fatores de risco nutricionais e ambientais
Autor: Dias, Tiago Nuno Fontes
Orientador: Fernandes, Ana Paula Vaz
Teixeira, Vitor Hugo
Palavras-chave: Hábitos alimentares
Amamentação
Infância
Crianças
Diabetes
Açores
Data de Defesa: 2014
Citação: Dias, Tiago Nuno Fontes - Caracterização da população jovem açoriana com diabetes tipo 1 [Em linha] : estudo de fatores de risco nutricionais e ambientais. Vila Franca do Campo : [s.n.], 2014. 109 p.
Resumo: A Diabetes Mellitus (DM) tipo 1 é uma doença metabólica, sistémica e crónica, causada por deficiência absoluta ou relativa da hormona insulina. Apesar da influência genética para a destruição autoimune das células-β pancreáticas, menos de 10% dos indivíduos geneticamente suscetíveis progridem para a manifestação da doença. Neste sentido, os fatores ambientais vêm sendo implicados na patogenicidade da DM 1. Foi objetivo deste estudo caracterizar um grupo de jovens açorianos com DM 1 de idade inferior aos 20 anos, avaliando a sua exposição a fatores ambientais de risco para a DM 1 durante a gravidez e período da infância anterior ao diagnóstico da doença, bem como os seus hábitos de alimentação no 1º ano de vida. A metodologia do estudo teve como base a realização de entrevistas telefónicas, efetuadas entre setembro e dezembro de 2013, às mães de 53 jovens com DM 1 de idade igual ou inferior a 20 anos e com residência na Região Autónoma dos Açores, desde o nascimento, até ao momento de diagnóstico da doença. O inquérito aplicado contemplou os possíveis fatores ambientais e nutricionais de risco para o desenvolvimento de DM 1. A análise estatística foi realizada no programa IBM SPSS Statistics 22. Os resultados demonstraram que as crianças açorianas com DM 1 são diagnosticadas, em média, mais cedo e maioritariamente nos meses mais quentes, ao contrário do que está descrito na literatura internacional. Os resultados também evidenciaram uma baixa frequência e curta duração de amamentação materna e frequências consideráveis de introdução precoce de alimentos sólidos, glúten e leite de vaca, fatores nutricionais que poderão estar associados a um maior risco de esenvolvimento de DM 1. As progenitoras com menos escolaridade são as que menos amamentam e o fazem durante menos tempo, as que mais cedo introduzem alimentos sólidos e leite de vaca na alimentação dos filhos e as que menos suplementam os filhos em vitamina D. As crianças que não foram amamentadas bem como as que foram amamentadas durante menos tempo, foram, tendencialmente, diagnosticadas mais cedo, apesar das comparações não apresentarem significado estatístico. Os jovens açorianos com DM 1 apresentaram na infância (antes do diagnóstico da doença), percentagens de excesso de peso ou obesidade superiores à média das crianças em geral de Portugal continental. Em conclusão, estes resultados reforçam a importância da elaboração de políticas assertivas para o cumprimento das recomendações de alimentação no 1º ano de vida, particularmente destinadas a progenitoras com menor escolaridade.
Type 1 Diabetes Mellitus is a metabolic, systemic and chronic disease caused by an absolute or relative deficiency of insulin hormone. Despite the genetic influence for the autoimmune destruction of pancreatic β-cells, only less than 10% of genetically susceptible individuals progress to clinical disease. This implies that environmental factors are implicated in the pathogenesis of T1DM. This study aimed to characterize a group of Azorean youths with T1DM aged 20 or less years of age, assessing their exposure to environmental risk factors for T1DM during pregnancy and the period prior to diagnosis of the disease, as well as their feeding habits in the 1st year of life. Methodology was based on telephonic interviews, conducted between September and December of 2013, to the mothers of 53 children with T1DM aged less than 20 years of age and residing in the Azores, from birth to the time of diagnosis. The survey applied contemplated the possible environmental and nutritional risk factors for the development of DM 1. Statistical analysis was performed using the program IBM SPSS Statistics 22. Results show that the Azorean youth with T1DM were diagnosed, on average, earlier and mostly in the warmer months, unlike the described in the international literature. The population studied showed a low frequency and short duration of breastfeeding and sizable frequency of early introduction of solid foods, gluten and cow’s milk. These nutritional factors may be associated with an increased risk of developing T1DM. Mothers with less education were the ones who breastfed in lower frequency and did it for shorter period, sooner introduced solid foods and cow's milk in the diet of children and who least supplemented their children with vitamin D. Children who were not breastfed and those who did it for a shorter period tended to be diagnosed earlier. Azorean children with T1DM had a higher prevalence of overweight in the period prior to the diagnosis of the diabetes, when compared with the average prevalence in Portugal. In conclusion, these results reinforce the importance of developing assertive strategies for compliance with feeding recommendations in the 1st year of life, particularly aimed to mothers with less education.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Ciências do Consumo Alimentar apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3466
Aparece nas colecções:Mestrado em Ciências do Consumo Alimentar / Master's Degree in Food Consumption Sciences - TMCCA

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TMCCA_TiagoDias.pdf814,14 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.