Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3408
Título: Os falsos amigos no ensino do PLNM : interferências decorrentes da proximidade linguística
Autor: Silva, Sofia Cristina Gomes da
Orientador: Seara, Isabel
Palavras-chave: Ensino de línguas
Português língua não materna
Bilinguismo
Aprendizagem de línguas
Interferência da aprendizagem
PLNM
Bilinguismo
Língua portuguesa
linguistic interference
“False friends”
Data de Defesa: 2013
Citação: Silva, Sofia Cristina Gomes da - Os falsos amigos no ensino do PLNM [Em linha] : interferências decorrentes da proximidade linguística. [Lisboa] : [s.n.], 2013. 160 p.
Resumo: Este trabalho de investigação pretende analisar as interferências dos “falsos amigos” no ensino de Português como Língua não materna, decorrentes da proximidade de duas línguas próximas como o espanhol e o português. Sendo a proximidade das línguas a origem de alguns mitos em relação à facilidade de aprendizagem destas línguas, a interferência deste tipo de palavras apresenta-se como um desafio, tanto para o aluno como para o professor. A este contexto teremos de associar o maior ou menor grau de dificuldade que estes “falsos amigos” podem representar para um bilingue. Após uma reflexão sobre a diferente terminologia relativa ao conceito de ‘falsos amigos’ e da recensão dos principais estudos sobre o tema, nomeadamente em línguas próximas, subscrevemos a perspetiva teórica das teorias relacionadas com o bilinguismo, desde Macnamara nos finais dos anos 60 até de Heredia , em 1989 e o seu semilinguismo. Termos como interlíngua, interferência e “code switching” devidamente fundamentados nas diferentes teorias e evolução dos mesmos, são igualmente questionados no âmbito deste nosso trabalho. A partir de um estudo de caso, desenvolvido no Centro de Idiomas da Universidade de Léon, no ano letivo de 2011-2012, com 8 alunos que estudam o português como língua não materna, e da análise dos materiais que foram produzidos, concluímos da necessidade de desenvolver estratégias pedagógicas distintas, sensibilizando para a necessidade de que o professor crie condições e formas de aprendizagem apelativas para que a devida importância seja dada a este tema.
Este trabajo de investigación pretende analizar las interferencias de los “falsos amigos” en la enseñanza del portugués como Lengua no materna, provenientes de la proximidad de dos lenguas cercanas como el español y el portugués. Siendo la proximidad de las lenguas el origen de algunos mitos en relación a la facilidad de aprendizaje de éstas; la interferencia de este tipo de palabras se presenta como un desafío, tanto para el alumno como para el profesor. A este contexto tenemos que asociar un mayor o menor grado de dificultad que estos “falsos amigos” pueden representar para un bilingüe. Después de una reflexión sobre la diferente terminología relativa al concepto de ‘falsos amigos’ y de la recensión de los principales estudios sobre el tema, nombradamente en lenguas próximas, suscribimos la perspectiva teórica de las teorías relacionadas con el bilingüismo, desde Macnamara en los finales de los años 60 hasta de Heredia , en 1989 y su semilingüismo. Términos como interlengua, interferencia e “code switching” debidamente fundamentados en las diferentes teorías y evolución de los mismos, son igualmente cuestionados en el ámbito de nuestro trabajo. A partir de un estudio del caso, desarrollado en el Centro de Idiomas de la Universidad de Léon, en el año lectivo de 2011-2012, con 8 alumnos que estudian el portugués como lengua no materna, y del análisis de los materiales que fueran producidos, concluimos que existe la necesidad de desarrollar estrategias pedagógicas distintas, sensibilizando para la necesidad de que el profesor cree condiciones y formas de aprendizaje apelativas para que sea dada la mayor importancia a este tema.
The objective of this work is to analyse the interference of the “false friends” in the teaching of Portuguese as a non-mother tongue, resulting from the similarity of two languages such as Spanish and Portuguese. Being the proximity of both languages the origin of some myths related with the facility in learning these languages, the interference of words like these appears as a challenge, both to the student and to the teacher. In this context we have to associate the major or minor degree of difficulty these “false friends” can represent to a bilingual student. After reflecting about the terminology related with the concept of “false friends” and the main studies about the theme, namely in close languages, we subscribe the theoretical perspective related with billinguism, from Macnamara at the end of the 60’s to De Heredia, in 1989, and his concept of “semilinguism”. Expressions such as interlanguage, interference, and “code switching”, correctly grounded on the different theories and evolution of these terms, are likewise questioned within the scope of this work. Henceforth of a case study, developed at the Centre of Languages of León’s University, at the academic year of 2011-2012, with eight students who study Portuguese as a non-mother tongue, and of the analysis of the produced materials, we have jumped to the conclusion that there is a need for developing pedagogic strategies distinct of the ones that already exist, warning about the need of the teacher to promote the conditions and ways to teach, which may appeal to the interest of the students, and help giving the real importance to a subject like this.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Português Língua Não Materna apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3408
Aparece nas colecções:Mestrado em Português Língua Não Materna / Master's Degree in Portuguese as a Foreign Language - TMPLNM

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TMPLNM_SofiaSilva.pdf1,68 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.