Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3394
Título: Concepção e percepção de tempo e de temporalidade no Egipto antigo
Autor: Sales, José das Candeias
Palavras-chave: Egiptologia
Cultura
Tempo e temporalidade
Data: 2007
Editora: Centro de História da Cultura da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa
Citação: Sales, José das Candeias - Concepção e percepção de tempo e de temporalidade no Egipto antigo. "Cultura [Em linha] : Revista de História e Teoria das Ideias". ISSN 0870-4546. S. 2, vol. 23 (2006), p. 19-37
Resumo: Nesta reflexão sobre a concepção e a percepção de tempo e de temporalidade no antigo Egipto enfatizam-se as várias formas de encarar o tempo existentes entre os antigos Egípcios, as suas diferentes e operantes marcas, regulares e cadenciadas, aplicáveis ao Cosmos e ao indivíduo e o modo como afectavam, directa ou indirectamente, os comportamentos das diferentes camadas da sociedade egípcia. Além de, obviamente, conhecer os efeitos e a influência da passagem do(s) tempo(s), a sociedade egípcia destacou-se pela sua particular ânsia de superação e anulação desses efeitos. O desejo de abolir o tempo e a ideia de uma apaziguadora eternidade no Além foram, durante muitos séculos, objectivos e ideias estruturantes dos seus modos de ser e de estar, quer no plano mental quer no material.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3394
ISSN: 0870-4546
Aparece nas colecções:História, Arqueologia e Património - Artigos em revistas nacionais / Papers in national journals

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2007_Concepção e percepção de tempo e de temporalidade no Egipto antigo_2007_19-37.pdf12,46 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.