Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3380
Título: Faraon de Jerzy Kawalerowicz : o drama do poder : quando o presente e o passado se cruzam
Autor: Sales, José das Candeias
Palavras-chave: Egiptologia
Cinema
Data: 2013
Editora: Instituto Prometheus/ Associação para Estudos Históricos Interdisciplinares
Citação: Sales, José das Candeias - Faraon de Jerzy Kawalerowicz : o drama do poder : quando o presente e o passado se cruzam. In Colóquio Dinâmicas Históricas no Cinema, 1, Lisboa, 2013 - "Colóquio ... [Em linha] : atas". Lisboa : Instituto Prometheus. p. 1-31
Resumo: O tratamento cinematográfico do passado é, simultaneamente, um trabalho de uniformização e simplificação desse passado e uma leitura do presente ditada pelas condicionantes políticas, históricas, estéticas, económicas, etc., próprias do momento da sua elaboração. No cinema histórico como na História, a reflexão sobre o passado faz-se sempre a partir do presente, com a informação, as teorias, as metodologias e as problemáticas disponíveis. A «matéria-prima» do passado proporciona-se, assim, a uma popularização dos seus cenários, personagens e tramas, com maior ou menor obediência aos critérios da factualidade histórica, e permite, de forma mais assumida ou mais subliminar, transmitir mensagens, esboçar percepções, consolidar perspectivas. A reflexão que propomos nesta comunicação centra-se no «discurso histórico» presente no filme Faraon (1966) de Jerzy Kawalerowicz, baseado no romance do mesmo nome de Boleslaw Prus. Para muitos estudiosos, trata-se de uma obra-prima do cinema histórico, em que se destacam a magistral reconstituição dos cenários e das relações humanas e comportamentais. Apesar da maioria dos seus elementos históricos não ser exacta (na XX dinastia egípcia, não existiu nenhum Ramsés XIII; a Assíria não era, na época, uma grande potência, com apetites expansionistas, nem os banqueiros fenícios, os Judeus ou os Gregos tiveram qualquer papel de relevo nesse momento histórico), o que acaba por estar em causa é um debate sobre os modelos do Estado justo (socialmente) e forte (militarmente), bem como do papel do clero na sociedade. Procuraremos demonstrar que na reconstituição virtual do passado estabelecida nesse filme há claras «interferências» do presente. Mais do que detectar as fiabilidades históricas desta recriação, interessa-nos enfatizar como a visão figurada do passado foi usada para reflectir sobre as problemáticas políticas do presente. O nosso olhar pretende cruzar a realidade histórica do passado egípcio (do filme) com a realidade política da Polónia de meados do século XX (o presente).
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3380
Aparece nas colecções:História, Arqueologia e Património - Comunicações em congressos, conferências e seminários/Communications in congresses...

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2013_Faraon de Jerzy Kawalerowicz_o drama do poder_1-31.pdf2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.