Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3280
Título: Narrativas conversacionais : a introdução de enunciados narrativos em situação de interacção oral
Autor: Morais, Armindo
Orientador: Batoréo, Hanna
Palavras-chave: Linguística
Língua portuguesa
Interação social
Conversação narrativa
Oralidade
Data de Defesa: 2010
Citação: Morais, Armindo - Narrativas conversacionais [Em linha] : a introdução de enunciados narrativos em situação de interacção oral. Lisboa : [s.n.], 2010. 448 p.
Resumo: No dia-a-dia somos produtores e consumidores prolíficos de histórias. Subscrevendo a posição de Ochs & Capps (2001:2), cremos que o acto de narrar socialmente cria um espaço fundamental para o desenvolvimento de esquemas explicativos que permitem compreender acontecimentos e reflectir colaborativamente sobre situações específicas e sobre o seu papel na biografia de cada um. Mas o próprio processo de narração, associado às estratégias activadas pelos locutores para a construção da narrativa, conduz ao estabelecimento de um conhecimento partilhado e reforça o sentido de proximidade entre indivíduos, promovendo uma comunhão de crenças e valores. O actual estudo descreve as Narrativas Conversacionais como partes desta interacção social. Assim, elas não são concebidas como representações fixas ou prédeterminadas de acontecimentos passados, mas como reconstituições e reconstruções das suas memórias sob uma perspectiva específica que se adapta ao contexto da sua produção, no qual adquirem uma função comunicativa própria. Como se procurará demonstrar, os narradores reconstroem verbalmente memórias de acontecimentos ou de outras histórias com uma intenção particular e tendo presente um público determinado (Capítulo 2). É ainda objectivo do presente trabalho estabelecer a forma como as Narrativas Conversacionais surgem e interferem no fluxo da conversação onde são realizadas. Ao observar a sua produção no seio de interacções orais foi possível identificar a existência de actividades comunicativas que são responsáveis pela transição entre a narrativa e o cotexto não-narrativo que as rodeia. É nossa intenção mostrar como os narradores, no quadro do desenvolvimento tópico da conversação, recorrem a Actividades Introdutórias como Anúncios e Resumos, para se apoderar do espaço/tempo enunciativos de forma legitimar a sua introdução (Capítulo 3). Por último pretende-se demonstrar como os narradores transformam uma sequência temporal de acontecimentos, organizada de uma forma mais ou menos previsível, num acto narrativo intencionalmente marcado. Neste caso, focalizar-se-á a análise nas estratégias discursivo-pragmáticas que revelam as atitudes, sentimentos, interesses e envolvimento do locutor com o tópico do enunciado narrativo, com a própria narração e / ou com a interacção com o(s) seu(s) interlocutores. (Georgakoupoulou, 1977; Smith, 2004 [2003]) Como se pretende demonstrar, estas estratégias de envolvimento ajudam a organizar o acto de narração, asseguram a sua compreensão e conduzem a sua interpretação. Propomos, assim, acrescentar a uma descrição estrutural da sequência narrativa uma micro-análise das estratégias avaliativas utilizadas pelo narrador com o intuito de desenvolver uma possível retórica da narrativa conversacional (Capítulo 4).
In our daily lives, we are prolific story producers and consumers. As Ochs & Capps (2001:2) argue, everyday narrative production serves as a prosaic social arena for developing frameworks for understanding events, as well as for collaboratively reflecting upon specific situations and establishing their place within our personal biography. Additionally, the very process of storytelling, and the mechanisms exploited by those involved in this process, incrementally builds shared world knowledge, fosters a sense of closeness, and gradually creates a common ground of beliefs and values. The present study describes Conversational Narratives as a part of this social interaction. We construe them not as given and pre-determinate representations of past events but rather as reconstructions or reconstitutions of memory traces left by those events, tailored to fit into the narrative’s context of occurrence, where they serve a communicational function. As we will argue, conversational storytellers verbally reconstruct memories of events, or stories, guided by some contextual purpose and targeting a particular audience. Using the words of Polany (1985:187) they tell stories to ‘make a point’ (Chapter 2). Our first aim is to establish how Narratives emerge from non-narrative talk and how they affect the overall conversational interaction. Observation of conversationally embedded storytelling reveals that there is always some sort of talk preceding the narrative episode, that specifically serves as a transition between the story proper and the embedding situation. We will show how tellers manipulate topical talk and employ preparatory activities - Announcements and Abstracts - in order to gain the floor for their narratives and to signal what sort of response they expect (Chapter 3). Our second aim is to describe how tellers reorganize predictable temporal sequencing, foregrounding particular organizational features in order to suit communicational goals. Our focus will be the discourse-pragmatic strategies and resources by means of which tellers encode their attitudes, feelings, emotional interest and involvement with respect to the topic, the storytelling performance and/or the interaction with the interlocutors. (Georgakoupoulou, 1977; Smith, 2004 [2003]) As we will try to show, the encoding of such features contributes to the organization of the storytelling performance, fosters comprehension and guides interpretation. We propose to supplement the structural description of the narrative sequence with a micro-analysis of teller strategies in order to develop a rhetoric of conversational storytelling (Chapter 4).
Descrição: Tese de Doutoramento em Linguística na especialidade de Linguística Portuguesa apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3280
Aparece nas colecções:Linguística Portuguesa / Portuguese Linguistics
Linguística - Teses de Doutoramento / Phd Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD - Armindo Morais.pdf4,82 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.