Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3252
Título: Conhecer os utilizadores de Homebanking em Portugal
Autor: Negas, Mário Carrilho
Lopes, José Martinho
Palavras-chave: Literacia bancária
Homebanking
Utilizadores de homebanking
Serviços
Data: 2012
Citação: Negas, Mário Carrilho; Lopes, José Martinho - Conhecer os utilizadores de Homebanking em Portugal [Em linha]. In Conferência Internacional de Educação Financeira, 3, Aveiro, 2012 - "Transversalidade e cidadania : actas". [S.l.] : [s.n.], 2012, p. 1-18
Resumo: O artigo tem como objetivo caracterizar os utilizadores dos serviços de homebanking em Portugal, e identificar quais as operações bancárias mais realizadas no âmbito do serviço de homebanking. A análise da população portuguesa quanto à utilização dos meios eletrónicos bancários divide-a em três grupos distintos: os utilizadores da banca tradicional, que apenas se relacionam com o seu banco deslocando-se à agência física; os utilizadores da primeira geração de canais eletrónicos, como as Caixas de Pagamento Automático, vulgo multibanco (ATM), que têm uma ampla difusão territorial e uma disponibilidade de 24 horas por dia; e os utilizadores da banca digital. Embora o multibanco continue a ser o canal privilegiado pelos portugueses para comunicarem com o seu banco (80,7%), seguido pelo contacto pessoal na deslocação ao balcão (62,4%), o homebanking tem vindo gradualmente a impor-se (estando nos 28,9% em 2010). Para o estudo da problemática foi utilizada a metodologia exploratória, através da abordagem quantitativa, na qual foram analisadas 2370 respostas.
The article aims to characterize the homebanking user services in Portugal, and identify the most commonly performed homebanking services. The analysis of the Portuguese population that uses electronic media bank is divided into three groups: the users of traditional banking, which relate only to the bank through physical travel agency; users of the first generation of electronic channels, such as the ATM, it has a wide territorial diffusion, and is available 24 hours a day; and the users of homebanking. The ATM remains the preferred channel by the Portuguese to communicate with your bank (80.7%), followed by personal contact in bank agency (62.4%), the homebanking is gradually imposing itself (being in 28.9% in 2010). The study used the exploratory methodology, with a quantitative approach, in which 2370 responses were analyzed.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3252
Aparece nas colecções:Gestão e Economia - Comunicações em congressos, conferências e seminários / Communications in congresses, conferences

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
25-MarioNegas-JoseMLopes-Edufin2012.pdf1,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.