Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3229
Título: António Inácio Marques da Costa (1857-1933), Setúbal, Tróia e a Arrábida : percursos de um pioneiro dos estudos arqueológicos regionais em Portugal vistos pela correspondência enviada a José Leite de Vasconcelos
Autor: Cardoso, João Luís
Palavras-chave: Costa, António Inácio Marques da, 1857-1933
Arqueologia
Biografia
Escavações arqueológicas
Troia
Arrábida
Setúbal
Data: 2014
Editora: MAEDS - Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal
Citação: Cardoso, João Luís - António Inácio Marques da Costa (1857-1933), Setúbal, Tróia e a Arrábida : percursos de um pioneiro dos estudos arqueológicos regionais em Portugal vistos pela correspondência enviada a José Leite de Vasconcelos. "Setúbal Arqueológica" [Em linha]. ISSN 0872-3451. Vol. 15 (2014), p. 11-41
Resumo: Caracteriza-se a actividade arqueológica de António Inácio Marques da Costa no campo da Arqueologia da região da península da Arrábida e do estuário do Sado, abarcando diversas estações pré-históricas e romanas, algumas delas por si descobertas e/ou depois exploradas, por vezes em prolongados trabalhos de campo, como foi o caso do povoado pré-histórico da Rotura, das grutas artificiais pré-históricas da Quinta do Anjo, do povoado pré e proto-histórico de Chibanes e, enfim, do complexo industrial romano Tróia. A qualidade das publicações que tais explorações deram origem evidencia o espírito rigoroso, analítico e bem informado – confirmado pela bibliografia citada – do seu autor, situando-o como um dos melhores arqueólogos da sua época e, sem dúvida, entre um dos pioneiros dos estudos arqueológicos regionais, faceta articularmente evidenciada no seu “Esboço da carta dos arredores de Setúbal indicativo das estações prehistoricas e romanas”, publicada em 1907. Trata-se de documento onde se indica a localização de muitas estações que só muito mais tarde, mercê da actividade do Museu de Arqueologia e Etnografia da Assembleia Distrital de Setúbal foram, mas apenas nalguns casos, objecto de investigação. Na obra arqueológica de Marques da Costa, quase toda publicada em “O Arqueólogo Português”, pode considerar-se um primeiro período, abarcando globalmente a primeira década do século XX, em que apresentou os resultados das explorações realizadas nas estações pré-históricas da sua região. O segundo período, menos produtivo que o anterior, e dele separado por cerca de doze anos de ausência de publicações no âmbito arqueológico (entre 1910 e 1923), orresponde à publicação dos resultados das explorações efectuadas em estações romanas, etapa interrompida pelo falecimento do autor, ocorrido em 1933. Mesmo assim, a parte publicada, dedicada ao estudo de Tróia, confirma os méritos científicos, já firmados, a par de uma invulgar dimensão ética e humana, que importa também sublinhar, evidenciada através da correspondência enviada a José Leite de Vasconcelos, agora publicada na íntegra.
In this study we describe the archeological activity of António Inácio Marques da Costa in the Península of Arrábida and in the estuary of Sado, including several pre-historical and roman sites, some of them studied in often extended field work campaigns. It was the case the prehistoric settlement of Rotura, the artificial caves of Quinta do Anjo, the pre- and protohistoric settlement of Chibanes and finally the roman industrial complex of Tróia. The quality of the publications originated showsa rigorous and analytical mind, well informed – also shown in the cited references – supporting the conclusion that A. I. Marques da Costa was one of the best archeologists of his time, no doubt a pioneer in regional archeological studies, reported in the Map of Setúbal surroundings showing the prehistorical and roman sites, published in 1907. It is a document where he locates many sites that only much later were investigated, mostly due to the activity of the Museum of Archeology and Ethnography of the District Assembly of Setúbal. In the archeological work of Marques da Costa, almost all published in the journal “O Arqueólogo Português”, we can see a first period corresponding to the first decade of the XXth century, in which he published the results of the excavations in pre- and protohistorical sites from his region. In the second period, in his last decade of life, between 1923 and 1933, he published the results obtained in roman sites, a task interrupted in fact by his death, in 1933. Even so, the published part dedicated to study of the industrial complex of Tróia, confirms his scientific merit together with unusual ethical and human dimensions that should also be valued, aspect that it is well documented in the correspondence send to José Leite de Vasconcelos, now published in full.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3229
ISSN: 0872-3451
Aparece nas colecções:História, Arqueologia e Património - Artigos em revistas internacionais / Papers in international journals

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Marques da Costa LUIS Cardoso.pdf4,45 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.