Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3174
Título: Avaliação em ambientes virtuais de aprendizagem: desafios para uma abordagem colaborativa
Autor: Dantas, Eugenia Maria
Araújo, Célia Maria
Palavras-chave: Avaliação
Ambiente virtual
Ensino a distância
Desafios
Evaluation
Virtual environment
Distance learning
Challenges
III Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning
Data: Dez-2013
Editora: Universidade Aberta
LE@D
Citação: Dantas, Eugenia Maria; Araújo,Célia Maria - Avaliação em ambientes virtuais de aprendizagem [Em linha] : desafios para uma abordagem colaborativa. In Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning, 3, Lisboa, 2013. "Colóquio Luso-Brasileiro...: atas". Lisboa: Universidade Aberta. LEAD, 2014. ISBN 978-972-674-738-3. p. 1-15
Resumo: A contemporaneidade se caracteriza pelas tecnologias acessíveis a usuários comuns. Diferentes dispositivos, como computadores, celulares, câmeras digitais, jogos eletrônicos, estão interligados por meio da internet, favorecendo a comunicação em rede. A capacidade de operacionalização por meio de interações não lineares impõe a necessidade de refletir sobre estratégias relacionadas aos processos de ensino-aprendizagem e da avaliação. Destaca-se, nesse contexto, ambientes cujo uso se volta para atender finalidades educacionais, como é o caso do Moodle. Compreender como esse ambiente tem sido utilizado enquanto ferramenta colaborativa nos processos de ensino-aprendizagem e na avaliação se constitui o objetivo deste trabalho. A base empírica assenta-se na experiência do ensino a distância da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasil, mais especificamente no curso de Geografia a Distância, desde 2007. Dessa forma, questiona-se: as tecnologias da informação e da comunicação potencializam os procedimentos didático-pedagógicos no processo de ensino-aprendizagem e da avaliação? Como elas têm sido utilizadas para favorecer uma avaliação enquanto processo que envolve a organização da informação, a cooperação entre os sujeitos, a confrontação de opiniões divergentes, o trabalho individual e coletivo? Quais os desafios que se revelam nessa trajetória? As questões levantadas remetem a considerar que a configuração do Moodle requer reformatações próximas de uma abordagem tridimencional, com acoplamentos de mídias que possibilitem a flutuação entre o mundo físico e os seus simulacros, favorecendo a existência de campos com maior teor de navegabilidade em rede. Nesse contexto, o processo de avaliação pode ser potencializado, na medida em que dispõe de uma maior variação de possibilidades e ferramentas, permitindo acompanhar, em diferentes situações, os ritmos de aprendizagem dos sujeitos. O uso das ferramentas e o acompanhamento do desempenho dos sujeitos no processo de ensino-aprendizagem podem ser mais dialógicos e descentralizados, confluindo para experiências que ratificam a avaliação e a perspectiva colaborativa.
The contemporaneity is characterized by technologies accessible to ordinary users. Different devices such as computers, cell phones, digital cameras, electronic games are connected through the Internet, favoring network communication. The ability to operationalize through nonlinear interactions imposes the need to reflect on strategies related to teaching-learning and evaluation processes. In this context, stand out environments whose use turns to meet educational purposes, which is the case of 2 Moodle. Understanding how this environment has been used as a collaborative tool in teaching-learning and evaluation processes constitutes the aim of this work. The empirical basis is founded on Distance Learning experience of Federal University of Rio Grande do Norte, Brazil, more specifically on Geography Distance Learning course, since 2007. It is questioned whether information and communication technologies potentiate didactic-pedagogical procedures in teaching-learning and evaluation process? How have they been used to facilitate an evaluation as a process that involves the organization of information, the cooperation among the subjects, the confrontation of different opinions, the individual and collective work? What challenges are revealed in this trajectory? The issues raised leads to consider that the configuration of Moodle requires reconstructions close to a three-dimensional approach, with media couplings that allow the fluctuation between the physical world and its simulations, favoring the existence of fields with higher content of network navigability. In this context, the evaluation process can be empowered, as far as it has a greater variation of possibilities and tools, enabling to monitor, in different situations, learning rhythms of subjects. The use of the tools and performance monitoring of subjects in the process of teaching-learning can be more dialogic and decentralized, converging into experiences that ratify the evaluation and collaborative perspective.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3174
ISBN: 978-972-674-738-3
Aparece nas colecções:LE@D - Laboratório de Educação a Distância e Elearning - Comunicações congressos, conferências, seminários / Communications

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
avaliação em ambientes.pdf210,7 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.