Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3052
Título: Liderança educacional : impactos da avaliação externa de escolas
Autor: Morgado, José Carlos
Seabra, Filipa
Palavras-chave: Avaliação externa de escolas
Liderança
Data: Mar-2014
Editora: CIIE - Centro de Investigação e Intervenção Educativas
Resumo: A presente comunicação dá conta de resultados parciais de um projeto de investigação em curso, financiado pela Fundação para a ciência e a Tecnologia (PTDC/CPE-CED/116674/2010), Impacto e Efeitos da Avaliação Externa das Escolas do Ensino Não Superior, o qual pretende identificar os efeitos produzidos pela Avaliação Externa de escolas (AEE) no primeiro ciclo de implementação. Este projeto, que integra várias universidades do País, tem analisado os efeitos e os impactos da AEE ao nível nacional. Os integram-se numa base de dados que reúne o conhecimento produzido sobre AEE em Portugal. Num contexto em que, por um lado, se tem vindo a dar maior relevo à autonomia das escolas e, por outro, à prestação de contas e à sua responsabilização perante a sociedade (accountability) (Seabra, Morgado, & Pacheco, 2012), a avaliação externa das escolas do ensino não superior, tem sido idealizada e concretizada como um mecanismo capaz de dar resposta a esses propósitos. Em Portugal, esse processo teve início em 2006 (CNE, 2010), constituindo-se como um instrumento de regulação política, institucional e pedagógica. Nesta comunicação, focalizamos, em particular, os impactos da Avaliação Externa de Escolas ao nível da Liderança, que é desde a génese da AEE em Portugal um dos domínios alvo de avaliação (IGE, 2009). No segundo ciclo de AEE, iniciado em 2011, o referencial de AEE foi sujeito a uma reavaliação e alteração, passando os domínios da Liderança e da Gestão a estar reunidos num só, dividido nos campos de análise «Liderança», «Gestão» e «Autoavaliação e melhoria», ao mesmo tempo que os objetivos enunciados para este processo reforçaram a dimensão de prestação de contas e do impacto das práticas sobre os resultados dos alunos. No primeiro ciclo da AEE foram encontradas correlações positivas entre a avaliação do domínio Liderança e a do domínio Autorregulação e Melhoria, o que realça o papel central da liderança como elemento fundamental para influenciar os processos avaliativos e, em última análise, a capacidade de melhoria da própria escola (Rocha, 2012). Partindo de um corpus de 96 relatórios de AEE, correspondentes a 40% de todos os relatórios das escolas que, no momento da recolha, já haviam sido avaliadas quer no 1.º, quer no 2.º ciclo de avaliação e procedendo a uma análise de conteúdo apoiada pelo programa N-Vivo10, analisámos os pontos fracos e áreas de melhoria identificadas em ambos os ciclos, concernentes às categorias Liderança e Gestão, apontando os sentidos de mudança verificados. Constatámos evoluções nos enfoques apresentados, indicando tendências de melhoria neste âmbito, designadamente no sentido de uma liderança mais estratégica, aberta à participação, partilhada e conducente à criação de um sentido de identidade e pertença. Verificámos ainda uma tendência de apreciação mais positiva das dimensões relacionadas com a Liderança, comparativamente àquelas que se relacionam com a Gestão.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3052
ISBN: 978-989-8471-14-7
Aparece nas colecções:Ciências da Educação - Comunicações em congressos, conferências, seminários/Communications in congresses, conferences, seminars

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AEE_JCM_FS_Extended (Revisto).docx28,66 kBMicrosoft Word XMLVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.