Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/3050
Título: Hibridismo tecnológico digital : configuração dos espaços digitais virtuais de convivência
Autor: Backes, Luciana
Palavras-chave: Formação do educador
Hibridismo tecnológico digital
Tecnologia emergente
Espaço digital virtual de convivência
Teacher education
Digital hybrid technology
Emerging technology
Digital virtual space of coexistence
III Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning
Data: Dez-2013
Editora: Universidade Aberta
LE@D
Citação: Backes, Luciana - Hibridismo tecnológico digital [Em linha] : configuração dos espaços digitais virtuais de convivência. In Colóquio Luso-Brasileiro de Educação a Distância e Elearning, 3, Lisboa, 2013. "Colóquio Luso-Brasileiro...: atas". Lisboa : Universidade Aberta. LEAD, 2014. ISBN 978-972-674-738-3. p. 1-18
Resumo: O artigo aborda a formação do educador na contemporaneidade, investigando os processos de ensinar e de aprender por meio das tecnologias digitais. Portanto, as tecnologias digitais são compreendidas como espaços de convivência, na medida em que possibilitam a interação entre os participantes e a representação da percepção sobre o conhecimento. A problemática contempla dois aspectos: o contexto do hibridismo tecnológico digital e a configuração dos espaços digitais virtuais de convivência. A reflexão sobre problemática ocorreu no decorrer de cursos de formação inicial do educador, no contexto do hibridismo tecnológico digital - composto pelas tecnologias digitais: Ambiente Virtual de Aprendizagem; Comunicador Instantâneo; Bloge Metaverso. Os dados empíricos, utilizados para refletir sobre a configuração do espaço digital virtual de convivência, resultaram do processo de interação e representação da percepção, oriundos dos cursos de formação inicial, desenvolvidos no Brasil e na França. Os dados empíricos foram submetidos à metodologia de análise de conteúdo. Desta forma, na pesquisa, evidenciamos que o espaço digital virtual de convivência se configura quando: os seres humanos representam a sua percepção, seja de maneira textual, oral, gestual, gráfica ou metafórica, em espaços digitais virtuais; a partir da representação de cada ser humano se instaura a perturbação, ao identificarem as diferenças e os estranhamentos; na necessidade de compensar a perturbação configuram um espaço comum, não numa perspectiva somatória ou eliminatória, mas numa perspectiva de superação e de emergência. Desta forma, acreditamos que no contexto educacional, é importante o desenvolvimento de práticas pedagógicas problematizadoras (perturbação), em congruência com as tecnologias digitais que potencializam a interação entre os participantes. Assim, os espaços digitais virtuais de convivência se efetivam na compensação do problema (perturbação), na legitimidade do outro e na relação entre seres humanos que são coensinantes e coaprendentes.
The article discusses the formation of the educator in contemporary, investigating the processes of teaching and learning through digital technologies. Therefore digital technologies are understood as an area of co-existence, insofar as possible the interaction between the participants and the representation of perception about knowledge. The issue contemplates two aspects: the context of hybrid digital technology and configuration of digital virtual spaces of coexistence. Reflections about the issue occurred during the course of initial training of the educator in the context of hybrid digital technology - composed by digital technologies: Virtual Learning Environment; Instant Communicator, Blog and Metaverse. Empirical data used to reflect about the configuration of the virtual digital space of coexistence resulted from the interaction process and representation of perception, coming from the initial training courses developed in Brazil and France. The data were submitted to content analysis methodology. Thus, in the survey, we noted that the virtual digital space of coexistence is configured when: human beings represent their perception, in a textual way or even in oral, gestural, graphic or metaphoric way in digital virtual spaces; from the representation of each human being disturbance it is established when identifies differences and strangeness; in the need to compensate the disturbance constitute a common space, not in a sum or eliminator perspective, but from the perspective of overcoming and emergency. Thus, we believe that in the educational context it is important to develop pedagogical practices of problematization (disturbance), in congruence with digital technologies that enhance the interaction between participants. Finally the digital virtual spaces of coexistence become effective in offsetting the problem (disturbance), in the legitimacy of the other and in the relationship between human beings which are co-teachers and co-learners.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/3050
ISBN: 978-972-674-738-3
Aparece nas colecções:LE@D - Laboratório de Educação a Distância e Elearning - Comunicações congressos, conferências, seminários / Communications

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
hibridismo.pdf649,87 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.