Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2980
Título: Zilda : a arte dramática de Alfredo Cortez
Autor: Borges, Maria Manuela
Orientador: Vasconcelos, Ana Isabel
Palavras-chave: Cortês, Alfredo, 1880-1946
História do teatro
Teatro
Produção teatral
Representações teatrais
Naturalismo
Alfredo Cortez
Zilda
Theatrical critic
Portuguese theater
First Republic
Naturalism
Data de Defesa: 2013
Citação: Borges, Maria Manuela - Zilda [Em linha] : a arte dramática de Alfredo Cortez. Lisboa : [s.n.], 2013. 217 p.
Resumo: Esta dissertação tem como objeto de estudo Zilda, a peça de estreia de Alfredo Cortez. Nela se faz a análise da obra enquanto texto dramático e teatral, por um lado, e, por outro, a sua inserção nas principais tendências do teatro em Portugal no início dos anos vinte do século passado, retratadas a partir de visões críticas suscitadas em publicações periódicas da época. Zilda, que subiu à cena em 1921, é, de algum modo, representativa do esforço de renovação do teatro português. A inquietação política e social vivida no início do século XX e a nova conceção do mundo originam um momento de crise que o drama começaria a enfrentar, levando-o a refletir sobre os novos temas que preocupam o homem. Se, formalmente, a peça ainda se revela presa aos pressupostos da estética naturalista, apresenta-se inovadora em termos da temática explorada. Para além da abordagem de diferentes áreas que consideramos relevantes, como o cenário, as personagens, as suas relações com os outros, a interação com os espaços e com o tempo, procuramos analisar o reflexo da obra no panorama teatral português. Apontamos, por fim, o sentido da obra no seu tempo, bem como o humanismo que perpassa todo o texto.
This dissertation aims the study of Zilda, the first play written by Alfredo Cortez that was presented in a theater. On one hand, this text analyzes the dramatic and theatrical text and also the principal tendencies of the theater in Portugal in the beginning of the 20th century, based on the critics opinions in periodical publications of that time. Zilda, which was presented to the public for the first time in 1921, it is in a certain way, the representation of the renovation effort of the Portuguese theater. The social and political uncertainty in the beginning of the 20th century, and the new understanding of the new world, create a moment of crisis that dramatic pieces would face, allowing it to reflect new themes that worry humanity. Even though the piece is still attached to the past beliefs of naturalistic beauty, it is still presented as something new due to the innovative way its themes were explored. Besides the approach of the different areas that we consider relevant such as the characters, their relation with each other, the interaction with space and time, we try to analyze the reflection of the work in the entire Portuguese theatre. Finally, we focus on the relevance of the piece in the time it was written as well as the humanism that is shown throughout the text.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Literatura e Cultura Portuguesas apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2980
Aparece nas colecções:Mestrado em Literatura e Cultura Portuguesas / Master's Degree in Portuguese Literature and Culture - TMLCP

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TMCLP_ManuelaBorges.pdf4,88 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.