Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2948
Título: Danças e bailinhos de Carnaval : qual o significado atribuído às danças e bailinhos de Carnaval da Ilha Terceira? : estudo descritivo e fenomenológico
Autor: Roque, Américo Augusto Teixeira
Orientador: Martins, Amílcar
Palavras-chave: Etnografia
Costumes e tradições
Festas populares
Carnaval
Danças populares
Culturas populares
Açores
Terceira
Carnival
Culture
Education
Meanings
Data de Defesa: 2013
Citação: Roque, Américo Augusto Teixeira - Danças e bailinhos de Carnaval [Em linha] : qual o significado atribuído às danças e bailinhos de Carnaval da Ilha Terceira? : estudo descritivo e fenomenológico. Lisboa : [s.n.], 2013. 2 vol.
Resumo: O objeto de estudo desta pesquisa centra-se no Carnaval na ilha Terceira, mais propriamente nas “danças e bailinhos”. Manifestação artística de cariz popular, onde as artes performativas através da dança, do teatro, da música e do traje, aliadas com a gastronomia, exprimem e evidenciam o sentir identitário há muito enraizado na alma terceirense. Com o presente estudo, pretende-se auscultar o significado atribuído às “danças e bailinhos” de Carnaval da ilha Terceira pelos seus participantes. No quadro teórico-concetual desta pesquisa, elegemos alguns dos dados historiográficos, literários e outros, relacionados com a manifestação cultural e artística das “danças e bailinhos”. A metodologia empírica é baseada, em parte, na observação direta e etnográfica entre 2010 e 2011, nas três dimensões ritualísticas da manifestação cultural das “danças e bailinhos”, (a preliminar e preparatória que antecede o Carnaval, a liminar que corresponde à expressão carnavalícia propriamente dita, e a pós-liminar que se sucede ao Carnaval, reentrando-se já na separação deste com o ciclo quotidiano comum). A recolha de dados inscreve-se na observação participante, na elaboração do nosso jornal de bordo, na captação de momentos através da fotografia e do vídeo. Outra via de recolha de dados foi através da auscultação de conversas e de entrevistas semiestruturadas junto dos agentes e sujeitos do Carnaval (músicos, letristas, dramaturgos, criadores de enredos, coreógrafos, atores, bailarinos, estudantes e professores de uma escola de Angra do Heroísmo, bem como de elementos do público presentes em momentos de expressão e comunicação das “danças e bailinhos”). A recolha documental passou pela recensão de artigos de jornais, monografias, adereços, figurinos, cenários e outros artefactos. Todos estes dados contribuíram para compreendermos não só os impulsos que originam o ciclo anual das “danças e bailinhos” de Carnaval, mas, sobretudo, os significados atribuídos por aqueles, que têm ajudado a construir um discurso festivo e identitário terceirense amplamente participado. A análise - seguida da interpretação, - dos dados empíricos recolhidos, permitiu-nos fazer emergir, de modo indutivo, cinco categorias sobre o significado que os diversos agentes e sujeitos atribuem às “danças e bailinhos”. Representámos estas categorias através de uma criação iconográfica em analogia com uma flor, o lilás, a cor convencionalmente simbólica da ilha Terceira. Nela abrem-se cinco pétalas: i) a educação lato sensu, como território de acolhimento, promoção e criação de identidade cultural; ii) a interculturalidade em amplo diálogo local e diaspórico, como matriz paradigmática inspiradora do presente e devir açoriano e terceirense; iii) a comunicação, como integração da diversidade de linguagens artísticas e digitais; iv) a língua portuguesa, como veículo de preservação, difusão e criação de narrativas artísticas; v) a economia, como motor de trocas comerciais e polo de desenvolvimento baseado na dinâmica de produção das “danças e bailinhos” de Carnaval. Magia da Arte com Bailinhos sintetiza o desafio interpretativo desta pesquisa, ao propor uma hipótese de leitura sobre os significados atribuídos pelos participantes envolvidos nesta manifestação cultural da ilha Terceira, tão clara e intensa, em diálogo fecundo com o universo de gentes onde vivem açorianos. Finalmente, a criação de um “bailinho” de Carnaval “MAE Arte Nauta - Magia da Arte com Bailinhos”, numa invocação à Universidade Aberta e ao Primeiro Mestrado em Arte e Educação, (MAE).
The subject of our research Project is the Carnival in Terceira Island, namely “danças e bailinhos”. These are popular artistic events where various performing arts come into place. Dance, theatre, music and garments all come together to express a long lasting sense of cultural identity, deeply ingrained in the soul of the people of Terceira. Our study aims to uncover the meaning given to “danças e bailinhos” by the participants. In the conceptual framework of this research we selected some historical and literary data relate to “danças e bailinhos”. Our empirical methodology is partly based on direct observation and on ethnography, during 2010 and 2011, on three “danças e bailinhos”. The data collection was done through observer participation, writing of an on board diary and on the selection of photos and videos taken. Other means of data collection were, listening to conversations and semi-structured interviews to the participants (musicians, script writers, choreographers, actors, dancers, students and teachers of a local school in Angra do Heroísmo, as well as to the public). Our bibliographic research was based on newspaper articles, monographic publications, and observation of decorations and other artifacts. All these have contributed to our understanding of the impulses that drive the annual cycle of “danças e bailinhos” and of the meanings given by all those who have helped us in building this festive discourse. The analysis followed by the interpretation and the empirical data collected has allowed us to identify five categories of meanings given to “danças e bailinhos”. We have showed these categories through an analogy with a flower, the lilac. The lilac has five petals with following categories: 1) education en general sense, as means of identity building; 2) Cross-culture with the Azorean immigrants; 3) Communication as the integration of diverse artistic languages; 4) Portuguese language, as means of preserving and spreading artistic narratives; 5) economy- commercial trade-offs, and the economic impact of these groups and cultural events. Bailinhos - The Magic Art, synthesizes the challenge of this project and proposes an individual interpretation of the meaning given by all types of participants involved in this cultural manifestation at Terceira Island. It´s clearly an intense cultural event, where a profound dialogue with the universe of the Azorean people takes place.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Arte e Educação apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2948
Aparece nas colecções:Mestrado em Arte e Educação / Master's Degree in Art and Education - TMAE



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.