Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2747
Título: Auto-conceito global em estudantes do ensino superior: um estudo comparativo entre iniciantes e finalistas
Autor: Barros, Rita
Moreira, J. António
Palavras-chave: Autoconceito global
Ensino superior
Pós-adolescência
Global self-concept
Higher education
Post adolescence
Data: Ago-2013
Editora: PUC Minas
Citação: Barros, Rita; Moreira, J. António - Auto-conceito global em estudantes do ensino superior: um estudo comparativo entre iniciantes e finalistas. "Psicologia em Revista". ISSN 1677-1168 (Print) 1678-9563 (Online). Vol. 19, Nº 2 (ago 2013), p, 232-249
Resumo: Este estudo centra-se nos processos de mudança do autoconceito no período designado por pós-adolescência e traduz-se num estudo comparativo entre os níveis de autoconceito global de estudantes do ensino superior, iniciantes e finalistas. Recorrendo a uma metodologia de cariz quantitativo, a nossa amostra foi constituída por 552 sujeitos. Para a avaliação do nível de autoconceito global, valemo-nos da adaptação do Self Description Questionnaire III realizada por Faria e Fontaine (1992) a estudantes universitários portugueses. Concluímos que não existem diferenças significativas entre os dois grupos de estudantes. Esses resultados podem ser compreendidos com base nas experiências e ansiedades vivenciadas pelos estudantes do ensino superior, quer no processo de adaptação ao contexto acadêmico, no caso dos que estão a iniciar a formação, quer na antecipação de reais dificuldades de inserção no mercado de trabalho, no caso dos finalistas.
The present study is centered in the changing processes of self-concept in the period assigned as following-teenage years and is expressed in a comparative study of global self-concept levels, between beginners and finalists higher education students. Based on a quantitative methodology, our sample was composed by 552 individuals. To evaluate the global self-concept level, we used the Self Description Questionnaire III, adapted by Faria and Fontaine (1992) with Portuguese university students. We conclude that there doesn’t exist significant differences between the two groups of students. These results can be understood from the experiences and anxieties lived by higher education students, both in the adaptation process to the academic context, in the case of beginners, or in anticipation of real difficulties in labor market integration, in the finalist’s case.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2747
ISSN: 1678-9563
1677-1168
Versão do Editor: http://periodicos.pucminas.br/index.php/psicologiaemrevista/issue/current/showToc
Aparece nas colecções:Ciências da Educação - Artigos em revistas internacionais / Papers in international journals

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ArtigoPublicadoPsicologiaEmRevista.pdf141,91 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.