Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2667
Título: Pós-publicidade : contributo para o estudo do registo de pós-produção fotográfica no domínio da publicidade
Autor: Pinheiro, José A. R.
Orientador: Bidarra, José
Palavras-chave: Comunicação visual
Tecnologia digital
Tratamento da imagem
Publicidade
Fotografia
Imagem
Design
Postproduction
Photoshop
Image
Advertising
Stock photo
Data de Defesa: 2013
Citação: Pinheiro, José A. R. - Pós-publicidade [Em linha] : contributo para o estudo do registo de pós-produção fotográfica no domínio da publicidade. Lisboa : [s.n.], 2013. 154 p.
Resumo: A edição de imagem é um fenómeno massificado, popularizado pelo uso de uma ferramenta: o Photoshop. A exploração publicitária deste recurso tem alterado não só a forma como nos olhamos através das imagens, mas também como ajustamos o nosso pensamento nos processos de criação. No interior das agências de publicidade há alterações organizacionais, acentuando o papel da imagem na construção da narrativa, mas, simultaneamente, afastando o referente — o real — e marcando o papel significativo das pós-imagens. A fotografia publicitária é cada vez mais construída e cada vez menos captada. Ao processo digital através do qual alteramos ou compomos uma imagem chamamos PÓS-PRODUÇÃO fotográfica e é comum ouvirmos dizer que a Publicidade nunca mais foi a mesma após o Photoshop. Mas será que antes do Photoshop não existia edição de imagem? A construção deste trabalho visa possibilitar um olhar sobre a indústria criativa através desta possibilidade, a PÓS-PRODUÇÃO fotográfica, olhando a história, a estética e os impactos, à luz das possibilidades de alteração sublimada da realidade. Este estudo tenta preencher uma ausência, a de um olhar sobre as pós-imagens na publicidade. Tenta igualmente encontrar um referencial para abordagem a uma ideia de Pós-produção fotográfica em publicidade. Concentra-se nas qualidades pós-imagéticas no universo da publicidade — uma das forças direcionais da hibridização cultural — tentando perceber o que está por detrás: os bancos de imagem, o digital, o hiperconsumo, a persuasão, a mediatização.
Image editing is a mass phenomenon, marked by the use of a tool: Photoshop. The advertising exploitation of this resource has changed not only the way we look at ourselves through the images, but also how we adjust our creation processes. Within advertising agencies, organizational change takes place, emphasizing the role of images in the construction of narratives, but simultaneously removing the referent - the real - and stressing the significant role of post-images. The ad image is increasingly constructed and less captured. The digital process through which we alter or compose a post-image is called Post-production and it’s a common place to hear that Advertising has changed with Photoshop. But did image editing exist before Photoshop? The construction of this work aims to look into the creative industry through this possibility, the POST-PRODUCTION, looking at history, aesthetics and impacts, given the possibilities of this sublimated reality. This study attempts to fill a gap, looking at post-images in advertising. Also, tries to find a reference for an approach to Post-production theory. Focuses on post-image qualities in the world of advertising — an example of directional forces of cultural hybridization — trying to understand what’s behind: image banks, digital culture, hyperconsumption, persuasion, media universe.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Expressão Gráfica e Audiovisual apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2667
Aparece nas colecções:Mestrado em Expressão Gráfica e Audiovisual / Master's Degree in Drafting and Audiovisual - TMEGA

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pós-publicidade.pdf14,12 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.