Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2666
Título: Fábrica da criatividade de Óbidos : estudo exploratório e perceções sociais
Autor: Leal, Luizinho Conceição
Orientador: Martins, Amílcar
Palavras-chave: Autarquias
Administração local
Projetos de educação
Programas educativos
Criatividade
Imaginação
Óbidos
Factory
Creativity
Education
Assembly
Perceptions
Data de Defesa: 2013
Citação: Leal, Luizinho Conceição - Fábrica da criatividade de Óbidos [Em linha] : estudo exploratório e perceções sociais. Lisboa : [s.n.], 2013. 169 p.
Resumo: A Fábrica da Criatividade é um programa educativo da responsabilidade do município de Óbidos, que visa ensaiar e explorar diferentes possibilidades para uma futura autonomia. Contextualiza-se num plano político intencional tendo como pilares a criatividade, a inovação e o empreendedorismo. Não sendo vulgar os municípios proporem e implementarem modelos educacionais num estado centralizador, o presente estudo visa compreender e descrever o âmago do modelo deste projeto abordando a perspetiva do autor-município, a implementação num quadro social particular e, fundamentalmente, a perceção dos habitantes/representantes sociais. Sendo a criatividade o epicentro deste programa, estudam-se as relações com outros conceitos nomeadamente a imaginação, a fantasia, as inteligências, a memória e o pensar. Clarifica ainda o seu enquadramento no ensino formal, as correntes ideológicas de descentralização, os argumentos da pretensa liberdade de investir no seu modelo, a contextualização da criatividade e a opção política local. São ainda contempladas as variadas atividades e o posicionamento da Fábrica num plano de afirmação e enraizamento perante as dificuldades e obstáculos locais. Desenvolve-se a pesquisa qualitativa, iniciada a partir de uma metodologia de análise documental, centrando-se na “política” da criatividade e, ulteriormente, no plano educacional. Fundamenta-se em documentos concebidos e usados internamente como instrumentos de gestão. Numa segunda fase, realizam-se contactos pessoais com diferentes entidades destacando-se instituições, associações de pais e encarregados de educação, pais não associados, alunos, animadores, atelieristas, séniores e professores do ensino formal. Por fim, o contributo pessoal proveniente da condição de observador / participante / autóctone e professor, com conhecimento dos contextos municipal, autárquico, artístico-associativista e profissional de ensino. Concluiu-se que a Fábrica não é conhecida pela grande maioria dos representantes sociais, os quais não a entendem e questionam o modo da sua divulgação. Com efeito, constata-se que o respetivo projeto não tem sido comunicado nem esclarecido perante as entidades locais, sendo urgente que tal seja corrigido em benefício do próprio investimento e êxito que justamente deve (e merece) ser atingido.
The creative factory (Fábrica da Criatividade) is an educational program developed by the local assembly hall which pertains to explore different possibilities for a truly future autonomy. It is inserted in an intentional political plan which relies on different concepts such as creativity, innovation and futurism. Although it is not common this projects being developed by the local assemblies, this study aims to understand and describe this educational program. It also describes the local perspectives, its context in the social portrait and the right perception of the inhabitants about it. Once creativity is the centre of the program, this work studies the connection with other concepts such as imagination, fantasy, intelligence, memory and way of thinking. It also clarifies its context in formal teaching activities, in social decentralization, in model investing and in the creativity, as a local political option. It still relies on different activities and their position in the project, in order to state within the local difficulties. This study is mainly qualitative and begins with a documental analysis, based on the political creativity and, secondly, in the educational plan. It is firstly supported by documents used in the internal management. In a second phase, personal contacts with different entities are made, such as institutions, parent’s unions, students, seniors and formal teaching professors. Finally, it is taken into account the personal opinion about the whole project as a self-view professional in the social context. It is concluded that creative factory is not known by the great majority of social representatives, who do not understand it and wonder about its disclosure. In fact, the project has not been clarified in local entities. This turns it into an emergent problem to solve, in a way to correct the main investment and success that this project deserves.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Arte e Educação apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2666
Aparece nas colecções:Mestrado em Arte e Educação / Master's Degree in Art and Education - TMAE

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MAE Dissertação Final 14OUT2013.pdf3,24 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.