Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2613
Título: Avaliação do desperdício alimentar em famílias residentes em Portugal
Autor: Abdulganio, Momade Anifo Mamudo
Orientador: Fernandes, Ana Paula Vaz
Palavras-chave: Sociedade portuguesa
Comportamento alimentar
Hábitos alimentares
Família
Consumo
Desperdícios
Food waste
Portuguese households
Consumption
Questionnaires
Data de Defesa: 2013
Citação: Abdulganio, Momade Anifo Mamudo - Avaliação do desperdício alimentar em famílias residentes em Portugal [Em linha]. Lisboa : [s.n.], 2013. 86 p.
Resumo: O desperdício alimentar ocorre em todas as fases do ciclo de vida dos alimentos, desde a colheita, processamento e produção, no comércio, transporte e finalmente no consumo. Muitos dos alimentos que são descartados no lixo poderiam ser consumidos sem restrições. Com o intuito de analisar as atitudes e comportamentos de consumidores residentes em Portugal e caracterizar o tipo de desperdício alimentar que tem mais representatividade no domicílio, foi realizado um questionário sobre a “Avaliação do Desperdício Alimentar no Domicílio, em Famílias Residentes em Portugal” a 643 indivíduos, a partir do qual se procedeu à análise das variáveis que se considerou influenciarem diretamente a quantidade de desperdício alimentar gerado. A partir daqui, e tendo por base outros estudos semelhantes, o presente trabalho pretendeu envolver o estudo dessas mesmas variáveis, no sentido de fazer uma avaliação eficaz do desperdício alimentar em Portugal. Foi possível concluir com este estudo que uma parte das famílias portuguesas tem um consumo significativo de carne (33,07% da população inquirida consome carne 2 a 4 vezes por semana),estando o consumo da mesma, relacionado com a faixa etária. Observou-se ainda que a aquisição de produtos frescos, por parte da população é muito baixa (cerca de 80,00% dos inquiridos responde “raramente” adquirir, ou adquirir apenas “às vezes” alimentos frescos pré-embalados). Relativamente aos desperdícios alimentares produzidos nas casas das famílias portuguesas, foi possível concluir que a maior percentagem diz respeito às “cascas de fruta, caroços, etc.” (76,00%) e “produtos hortícolas (talos, folhas secas ou estragadas, etc)” (59,04%). Segundo os dados obtidos através dos questionários, verificou-se ainda que a maioria dos inquiridos demonstra ter comportamentos e atitudes positivas face ao reaproveitamento alimentar, sendo que 21,46% disseram “Faço nova ementa/ Reaqueço e como na (s) refeição (ões) seguinte (s)” e 17,88% “Reaqueço e como na (s) refeição (ões) seguinte (s) /Congelo para outra ocasião”.
The food waste occurs in all phases of the food life cycle, from harvesting, processing and production, through trade, transport and ultimately on the consumer. Much of the food that is discarded as garbage could be consumed without restrictions. In order to analyze the attitudes and behaviors of consumers residing in Portugal and characterize the type of food waste that has more representation in the household, a questionnaire on the "Assessment of Food Waste at Home in resident households in Portugal" was carried out to 643 individuals. This questionnaire will allow us to analyze the variables that directly influence the amount of food waste generated. From here, and based on other similar studies, this study sought to involve the study of these same variables in order to make an effective assessment of food waste in Portugal. It can be concluded from this study that a part of Portuguese families have a significant consumption of meat (33.07% of the surveyed population consumes meat 2-4 times a week), and it’s consumption is related with age. It was also observed that the acquisition of fresh products by the population is very low (about 80,00% of respondents answered that they "rarely" buy, or only "sometimes" buy pre-packaged fresh products). It was concluded that "fruit peelings, cores, etc...” and "vegetables (stems, leaves or damaged, etc.)" represented the highest percentage of food waste produced by Portuguese families, 76.00% and 59.04%, respectively. According to data obtained from the questionnaires, it was found that most respondents demonstrate positive attitudes and behaviors about reuse food. While 21.46% said "I make a new menu / Heat it and eat on following meal(s)" and 17.88% "Heat it and eat on following meal(s) / Freeze for another occasion".
Descrição: Dissertação de Mestrado em Cidadania Ambiental e Participação apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2613
Aparece nas colecções:Mestrado em Cidadania Ambiental e Participação / Master's Degree in Environmental Citizenship and Participation - TMCAP

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TMCAP_MomadeAbdulganio.pdf1,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.