Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2537
Título: A literacia ambiental dos alunos finalistas do ensino secundário : o caso da Escola Secundária da Moita
Autor: Gomes, Gracinda F. B.
Orientador: Azeiteiro, Ulisses
Santos, Paulo Talhadas dos
Palavras-chave: Educação ambiental
Cidadania
Desenvolvimento sustentável
Alunos
Ensino superior
Atitude
Competência
Conhecimento
Environmental literacy
Environmental education
Environmental knowledge
Environmental attitudes
Environmental skills
Sustainability
Citizenship
Data de Defesa: 2013
Citação: Gomes, Gracinda F. B. - A literacia ambiental dos alunos finalistas do ensino secundário [Em linha] : o caso da Escola Secundária da Moita. Lisboa : [s.n.], 2013. 204 p.
Resumo: Os avanços científicos e tecnológicos que ocorreram após o início da Revolução Industrial, e que se acentuaram nas últimas décadas, provocaram um aumento dos níveis de vida, de bem-estar e de qualidade de vida da população. Por outro lado, estas transformações contribuíram para a explosão demográfica atual e para a alteração dos padrões de consumo da população, que fizeram disparar a procura de bens e serviços para níveis nunca antes imaginados. Surgem, então, novos problemas e desafios, que exigem uma resposta urgente e eficaz e que conduziram à crescente importância dada à Educação Ambiental. Em Portugal, a Educação Ambiental teve a sua expansão a partir de uma proposta da UNESCO, em 1984/85, tendo envolvido vários Ministérios, Associações de Proteção da Natureza e Escolas Básicas e Secundárias. Nasceram, então, vários projetos de Educação Ambiental nas escolas, com o objetivo de criar nos jovens a sensibilidade para a defesa do ambiente, (Galvão, 2007). Apesar da intensificação do papel do sistema escolar na formação ambiental dos cidadãos, a escola nem sempre consegue responder de forma eficaz aos desafios que lhe são propostos, pelo que é necessário analisar e repensar em que moldes está a decorrer a implementação da Educação Ambiental nas escolas, nomeadamente à saída do Ensino Secundário, quando temos jovens prestes a entrar na sociedade como cidadãos, que deveriam possuir conhecimentos e competências ambientais que lhes permitam exercer uma cidadania ativa e responsável, e a motivação e aptidão necessárias à sua participação nos processos decisórios. O presente trabalho pretendeu dar continuidade ao levantamento e monitorização da Literacia Ambiental, LA, dos alunos finalistas do Ensino Secundário, iniciada em três Escolas Secundárias de Áreas Geográficas distintas da que foi alvo deste estudo, a Escola Secundária da Moita. Para o seu desenvolvimento, recorreu-se a uma metodologia de inquérito por recurso ao questionário escrito, já devidamente testado e ajustado nas escolas onde foi anteriormente aplicado. Na situação em estudo, o questionário foi aplicado aos alunos do 12º ano do curso Cientifico Humanístico, de Ciências e Tecnologias, num total de 72 alunos. Demonstrou-se que estes alunos apresentam, globalmente, um nível Suficiente de Literacia Ambiental. O Conhecimento Informal apresenta desempenhos inferiores ao Conhecimento Escolástico, o que é reflexo do meio em que a escola se insere, dos modos de vida dos seus habitantes e da importância que estes atribuem à cultura e, particularmente, ao Ambiente. É ao nível das Atitudes pró-ambientais que o desempenho destes alunos apresenta melhores resultados, o que demonstra um bom nível de recetividade e envolvimento nas problemáticas ambientais.
The scientific and technological advances that occurred after the beginning of the Industrial Revolution, and which have increased in the last decades, have led wellbeing and to a rising quality of the population’s life. On the other hand, these changes contributed to the current demographic explosion and changing of consumption patterns of the population, which raised the search for goods and services to levels never imagined before. Then, new problems and challenges emerged calling for an urgent and effective answer. As a result, growing importance was given to Environmental Education. In Portugal, the Environmental Education developed after a proposal of UNESCO in 1984/85, having involved several ministries, Nature Protection associations and Elementary and Secondary schools. Several projects of Environmental Education appeared then, in schools, designed to develop young people’s awareness to environmental protection, (Galvão, 2007). Despite the growth of the school role in environmental education of the citizens, schools can not always answer effectively to the challenges they have to face. Therefore it is necessary to analyse and rethink the implementation of Environmental eEducation in schools, namely at the end of High school, when young people are about to enter the society as citizens. These young people should have enough environmental knowledge and skills in order to exercise an active and responsible citizenship, as well as the motivation and the aptitude needed to take part in decision making processes. This work gave continuity to the survey and the monitoring of Environmental Literacy, EL, on final year students of Secondary Education, in three schools of geographical areas different from the one of Moita’s Secundary school, which was the target of our study. We used a survey methodology based on a written questionnaire, already tested and adjusted in the schools where it was previously undertaken. In the situation in study, the questionnaire was applied to students in the 12th year of the Scientific Humanistic course, of Sciences and Technologies, in a total of 72 students. It was demonstrated that these students present, globally, a reasonable level of Environmental Literacy. The Informal Knowledge presents lower performances than the Scholastic knowledge, which reflects the social background of the school, the local people’s ways of living and the importance that the citizens give to culture and particularly to environment. It’s at the level of pro-environmental attitudes, that the performance of these students shows better results, showing a good level of receptivity and involvement in environmental issues.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Cidadania Ambiental e Participação apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2537
Aparece nas colecções:Mestrado em Cidadania Ambiental e Participação / Master's Degree in Environmental Citizenship and Participation - TMCAP

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TMCAP_GracindaGomes.pdf3,4 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.