Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2513
Título: O drama histórico português do século XIX ou ficções da representação histórica no tempo de Almeida Garrett (1836-56)
Autor: Vasconcelos, Ana Isabel
Orientador: Marques, Maria Emília Ricardo
Barata, José Oliveira
Data de Defesa: 1999
Citação: Vasconcelos, Ana Isabel - O drama histórico português do século XIX ou ficções da representação histórica no tempo de Almeida Garrett (1836-56) [Em linha]. Lisboa : [s.n.], 1999. 2 vol.
Resumo: O presente trabalho ocupa-se do drama histórico de temática portuguesa, publicado entre 1836 e 1856. Embora maioritariamente constituído por obras hoje consideradas “menores”, a literariedade eventualmente menos válida dos textos não impede que o seu conteúdo nos revele a forma como os dramaturgos recriaram determinados aspectos do passado nacional, no contexto político, social e cultural do chamado 1.º romantismo. Constituído o nosso corpus por 26 dramas históricos, verificamos, num primeiro momento, como é filtrado e re-apresentado o discurso histórico no plano ficcional, estudando o aproveitamento que os dramaturgos fizeram do material histórico consultado e observando de que forma este foi filtrado e trabalhado quer na construção das personagens quer na trama da obra de ficção. Num segundo momento, reflectimos sobre os textos dramáticos em si, encarando-os como uma estrutura criativa, não esquecendo que muito do seu significado reside também nas convenções dramáticas que exploram. Assim, de regresso à letra dos textos e num estudo sistemático do processo de estruturação interna das peças, sublinhamos as suas regularidades de conteúdo e de forma, para gizarmos, num capítulo final, uma tipologia dos dramas histórico da primeira metade de Oitocentos, no que diz respeito a modelos de produção. Na tentativa de avaliar a importância do drama histórico levado a cena nos palcos da capital entre 1836 e 56, efectuámos o levantamento e registo sistemático de toda a produção teatral dos teatros públicos de Lisboa, então em funcionamento: Teatro do Salitre, Teatro da Rua dos Condes, Teatro Nacional D. Maria II, Teatro do Ginásio e Teatro de D. Fernando. Estes dados, compilados em Anexo (Volume II), são confrontados com críticas recolhidas em periódicos, tentando chegar-se a uma visão mais nítida do peso e do significado do drama histórico e da sua relação com outros subgéneros, na época que estudamos. Para uma melhor compreensão das relações entre o mundo teatral e o poder instituído, foi nosso interesse ainda analisar a legislação coeva e desmontar os mecanismos que presidiram à selecção dos textos representados, processo esse geralmente acompanhado pelo controlo censório exercido pelo Conservatório Real.
Descrição: Tese de Doutoramento em Estudos Portugueses na especialidade de Literatura Portuguesa apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2513
Aparece nas colecções:Literatura e Cultura Portuguesas / Portuguese Literature and Culture

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE DE DOUTORAMENTO (3).pdf80,28 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.