Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2510
Título: A presença na Internet : diferenças entre os principais órgãos nacionais da imprensa, rádio e televisão
Autor: Sousa, Ivo Dias de
Orientador: Guimarães, Nuno
Palavras-chave: Comunicação social
Comunicação de massas
Internet
Tecnologia da informação e comunicação
Rádio
Televisão
Imprensa
Utilização da informação
Análise comparativa
Data de Defesa: 2003
Citação: Sousa, Ivo Dias de - A presença na Internet [Em linha] : diferenças entre os principais órgãos nacionais da imprensa, rádio e televisão. Lisboa : [s.n.], 2003. XI, 263 p.
Resumo: Esta dissertação centrou-se, prioritariamente, na presença na Internet dos principais órgãos nacionais da imprensa, rádio e televisão, e, secundariamente, na sua actuação fora dela. O objectivo central da dissertação foi investigar a seguinte hipótese: a forma e intensidade da presença na Internet dos órgãos da comunicação social tradicional são influenciadas pelo sector dos meios de comunicação a que estão ligados à partida. Foi realizada uma revisão de literatura com o fim de melhorar a investigação que está na base desta dissertação. A revisão está dividida em duas partes: contexto geral e contexto específico. Na primeira parte, o objectivo central foi fornecer uma visão geral para perceber de uma forma mais adequada o seu posicionamento face aos temas maiores onde a dissertação se enquadra; os assuntos abordados são o processo de investigação; a evolução da comunicação humana e dos respectivos meios de comunicação, a Internet (evolução e as suas características), e, finalmente, os conceitos de hipertexto e hipermédia. No contexto específico, os assuntos estão mais próximos do problema de pesquisa; as matérias abordadas são, fundamentalmente, os média tradicionais de massas (imprensa, rádio e televisão), os diferentes aspectos da presença, e, por fim, modelos de análiser da presença na Internet. A pesquisa realizada, enquadrada e suportada pela revisão bibliográfica, foi dividida em três etapas. Na primeira foi realizada uma comparação da imprensa, rádio e televisão (enquanto meios de comunicação social) com o objectivo principal de fornecer inputs para as duas outras etapas da pesquisa. Na segunda, foi feita uma caracterização da presença na Internet dos principais órgãos nacionais de imprensa, rádio e televisão, com os objectivos de diferenciar os três grupos e sustentar a última fase. Finalmente, foram determinados formas como a presença na Internet dos três grupos é influenciada pela sua actuação fora dela, de forma a comprovar a hipótese central da tese. Secundariamente, verificar situações inversas onde a actuação fora da Internet é influenciada pela presença nela. No sentido de levar a cabo as diferentes fases de pesquisa anteriormente referidas, foram desenvolvidos os seguintes instrumentos passíveis de utilização em futuras investigações: • estruturas de comparação da imprensa, rádio e televisão, com base nos modelos PHIMA e nas dimensões sofisticação e customização do modelo ICDT; • estruturas dos modelos PHIMA e ICDT (e respectivos guiões de observação) especialmente adaptados à caracterização de presenças na Internet de órgãos da comunicação social; • guião de determinação de formas como a presença na Internet de órgãos da imprensa, rádio e televisão, é influenciada pela sua actuação fora dela; • guião de determinação de formas como a actuação de órgãos de comunicação social "tradicional" é afectada pela sua presença na Internet. Os resultados obtidos apoiam a hipótese central da dissertação (a forma e intensidade da presença na Internet dos órgãos da comunicação social tradicionais são' influenciada pelo sector dos meios de comunicação a que estão ligados à partida) para os principais órgãos nacionais da imprensa, rádio e televisão. Secundariamente, os resultados obtidos indicam que a actuação dos principais órgãos da imprensa, rádio e televisão fora da Internet é influenciada pela sua actuação nela. Relativamente à hipótese central da dissertação foi possível chegar a diversas conclusões. Primero, as cinco dimensões do modelo PHIMA são afectadas, com especial destaque para a profundidade, horizontalidade e multimédia. Segundo, os quatro espaços virtuais do modelo ICDT são influenciados, com destaque para a distribuição e a informação. Terceiro, os dados indicam que o grupo da televisão é o mais influenciado, seguido da rádio e da imprensa. Quanto à influência da presença na Internet na actuação fora dela para os órgãos da imprensa. rádio e televisão, os dados indicam que os órgãos da imprensa são os mais influenciados. seguidos dos da rádio e. finalmente, pelos da televisão. Na caracterização da presença na Internet dos três grupos (imprensa, rádio e televisão) do ponto de vista dos modelos PHIMA e ICDT. foi verificado que os órgãos da televisão são o grupo que mais explora as potencialidades da Internet, seguidos da imprensa, e da rádio. Na comparação relativa dos três meios de comunicação (imprensa, rádio e televisão) os dados indicam diversas inferências. Primeiro, quanto ao modelo PHIMA, a televisão explora mais as suas dimensões, seguida da imprensa, e, por fim, da rádio. Segundo, relativamente às dimensões sofisticação e customização do modelo ICOT, a televisão é o meio que melhor as aproveita, seguida da rádio e da imprensa.
Descrição: Tese de Doutoramento em Gestão na especialidade de Gestão de Informação apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2510
Aparece nas colecções:Informação / Information

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ivo Sousa_TD.pdf1,49 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.