Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2420
Título: Ensino aberto a distância : cognição e afectividade
Autor: Goulão, Fátima
Orientador: Marques, Maria Emília Ricardo
Palavras-chave: Universidade Aberta
Ensino a distância
Modelos educativos
Educação de adultos
Autoaprendizagem
Psicologia da educação
Atitude
Afetividade
Cognição
Alunos de ensino a distância
Processos de aprendizagem
Inteligência emocional
Inquéritos
Data de Defesa: 2001
Citação: Goulão, Fátima - Ensino aberto a distância [Em linha] : cognição e afectividade. Lisboa : [s.n.], 2001. 379 p.
Resumo: Esta dissertação, cujo núcleo fulcral se situa no aprendente, procura estudar as relações que se estabelecem entre uma componente afectiva (as atitudes) e uma componente cognitiva (os estilos de aprendizagem) de aprendentes adultos no cenário de aprendizagem do ensino a distância e como elas se comportam na apreciação, pelos próprios estudantes, de um dos suportes por aqueles utilizados, os manuais. Procura, ainda, demarcar factores que podem influenciar cada uma destas componentes. Para recolha dos elementos necessários ao estudo utilizaram-se: um questionário de atitudes elaborado para este fim, um outro de estilos de aprendizagem, Learning Styles Inventory (adaptado) e, ainda, um questionário de avaliação dos manuais. Para tal, e como trabalho prévio, foi necessária uma revisão da literatura, que incidiu nos referenciais teóricos subjacentes aos objectivos enunciados. Na componente empírica desta tese trabalhou-se sobre uma amostra total, composta por 995 aprendentes, estudantes da Universidade Aberta, de ambos os sexos, cuja média de idade ronda os 41 anos. Optaram por este tipo de ensino, quer para a obtenção do grau de licenciatura, quer para complemento de habilitações ou profissionalização. Frequentam o ensino a distância há cerca de dois anos. Os resultados confirmam que existe uma relação entre os estilos de aprendizagem e as atitudes dos aprendentes face ao ensino a distância. Mais particularmente entre a forma de apropriação da informação e a atitude. Como cada uma destas componentes sofre influência de factores, como, por exemplo, o sexo dos sujeitos ou a área de estudo (curso) em que se encontram. A atitude ainda é influenciada pelas razões que os levaram a estudar, pelo sistema de ensino em que se encontram e pelo número de anos de frequência do ensino a distância. Os manuais são objecto, em geral, de uma boa aceitação por parte dos aprendentes. No entanto, a apreciação que estes lhes fazem é influenciada pela atitude demonstrada face ao ensino a distância e à disciplina que estudam. A atitudes mais positivas correspondem avaliações mais positivas e vice-versa. A mesma correspondência não se verificou com os estilos de aprendizagem. Constatou-se a existência de um comportamento avaliativo idêntico para todos os estilos de aprendizagem. No final, são apresentados os aspectos conclusivos face aos objectivos que nortearam este trabalho.
This dissertation, which central nucleon is situated in the learners, tries to study the relations established between an affective component, (the attitudes) and the cognitive component (the learning styles) adult students in the learning scenery of the distance learning and how they behave in the appreciation, by the own students, of one of the supports utilised by them in the manuals. It searches, yet, to mark factors that can influence each one of the components. For the gathering of the necessary elements to this study, we used: an enquiry of the attitudes elaborated for that scope, another one of the learning styles, Learning Styles Inventory (adapted) and, also, an evaluation inquiry of the manuals. For that and as a previous work, it was necessary a revision of the literature, which occurred on the theory referential subjacent to the referred scopes. Concerning the empiric component of this thesis we worked on a total sample, compounded by 995 learners, students of the Universidade Aberta, both sexes, which average of age was around 41 years old. They choose this kind of learning, in order to obtain the degree of licentiate, or to complement their skills or professional skills. They frequented the distance learning about two years. The results confirm that exists a relation between the learning styles and the students’ attitudes facing the distance learning. More particularly between the appropriation form and the attitudes. As each one of these components suffers the influence of factors, as, for example, the individual sex or the area of study (course) in which they are. The attitude is still influenced by the reasons which lead them to study, by the system of learning in which they are now and by the number of years frequented by distance learning. In general, the manuals are well accepted by the students. However, the appreciation that they do to them is influenced by the attitude shown concerning the distance learning and the subject they are studying. The most positive attitudes correspond to the most positive evaluations and vice-versa. The same correspondence was not verified with the learning styles. It was verified the existence of an evaluated behaviour similar for all learning styles. At the end, are shown the conclusive aspects towards the scopes that guided this work.
Descrição: Tese de Doutoramento em Ciências da Educação na especialidade de Formação de Adultos apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2420
Aparece nas colecções:Formação de Adultos / Adult Education

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD_FátimaGoulão.pdf4,46 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.