Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/2036
Título: Locus de controlo : variável influente ou influenciada pelo desempenho na matemática? : estudo com uma amostra de alunos do 3º Ciclo
Autor: Figueiredo, Maria Felícia Henriques de
Orientador: Oliveira, Isolina
Palavras-chave: Ensino das matemáticas
Desempenho
Locus de controlo
Motivação para o desempenho
Aprendizagem
Alunos
Affection
Self-efficacy
Learned helplessness
Mathematics performance
Locus of control
Data de Defesa: 2011
Citação: Figueiredo, Maria Felícia Henriques de - Locus de controlo [Em linha] : variável influente ou influenciada pelo desempenho na matemática? : estudo com uma amostra de alunos do 3º Ciclo . Lisboa : [s.n.], 2011. XVIII, 167, 60 p.
Resumo: Insegurança ou perda do controlo sobre o desempenho na Matemática constituem sentimentos experienciados por muitos alunos, independentemente do percurso curricular seguido. Estes sentimentos podem estar relacionados com o conhecimento adquirido em experiências anteriores sobre as causas do seu (in)sucesso. O locus de controlo, enquanto variável da personalidade, exprime as expectativas generalizadas do aluno relativas ao grau de controlo que consegue exercer sobre os acontecimentos que ocorrem na sua vida escolar. O estudo correlacional realizado teve como objectivo analisar a reciprocidade de influência entre o constructo locus de controlo e o desempenho na Matemática, em função do percurso curricular seguido pelos alunos. A amostra foi constituída por 163 alunos (N=163) do 3º Ciclo, dos quais 38 (23%) seguiam o Percurso Curricular Alternativo (PCA) e 135 (77%) o Percurso Curricular Comum (PCC). A recolha de dados foi apoiada pelos instrumentos: versão portuguesa da escala multidimensional de Locus de Controlo (MASLOC), traduzida por José Barros (1992); escala de Auto-Eficácia Académica (EAEA), de Neves e Faria (2005a); avaliação sumativa interna do segundo período; questionário para Avaliação do Valor Atribuído ao Sucesso e Persistência no Estudo. Os principais resultados da investigação sugerem que: o percurso curricular prediz a internalidade, crença que está mais enraizada entre os alunos PCC; a percepção de controlo não muda com o ano de escolaridade, independentemente do percurso; o locus de controlo influencia, indirectamente, o desempenho, sendo que a crença de controlo externo, através do desânimo, exerce maior influência no desempenho dos alunos PCA; o sucesso influencia a internalidade e o desânimo, síndrome presente nos dois percursos, é determinado pela crença de controlo externo; comparando o desempenho com o perfil de locus de controlo, os alunos internos PCC têm mais sucesso que os internos PCA e os externos, dos dois percursos, apresentam menor sucesso do que os internos; ainda que diferentes, as expectativas de autoeficácia dos alunos internos dos dois percursos influenciam, igualmente, o seu desempenho. Por fim, reflectimos sobre as implicações de alguns resultados do estudo para a prática pedagógica, sugerimos pistas que poderão apoiar futuras investigações e propomos um projecto de intervenção holístico destinado à população em estudo, baseado numa concepção dinâmica de inteligência.
Insecurity or loss of control on the Mathematics performance are feelings experienced by many students, regardless of the curricular path followed. These feelings are related with the knowledge acquired in previous experiences on the causes of their success or failure. The locus of control, as a personality variable, expresses the student’s generalized expectations about the degree of control exercised over the events that happen on their school life. The correlational study done aimed to analyze the influence reciprocity between the multidimensional construct locus of control and the performance in Mathematics, based on the curricular path followed by the students. A sample of 163 lower secondary education students (N=163) was used, from which 38 (23%) were on the Alternative Path (AP) and 135 (77%) were on the Regular Path (RP). Data collection was supported by the following instruments: MASLOC Scale in the Portuguese version of Barros (1992); Academic Self- Efficacy Scale (EAEA) of Neves and Faria (2005a); Internal Summative Assessment of the third term; Questionnaire for the Evaluation of the Value Given to the Success in Mathematics and Study Persistence. The main results of the research suggest that the curricular path predicts the internality, belief that is more embedded amongst the students of the RP; the perception of control does not vary with every school grade, regardless of the path; the locus of control indirectly influences the performance, being that the belief in external control, through helplessness, has a bigger influence on the performance of the students on the AP; the success influences the internality, and the helplessness, which is a syndrome present on both paths, is determined by the belief in external control; comparing the performance with the profile of the locus of control, boarding students of the RP are more successful than the ones of the AP; external students of both paths showed a lower level of success than boarding ones. Despite being different, these expectations equally influence the performance of the students of both paths. We also discussed some implications of the results for the teaching practice, suggested clues that may support future researches and proposed a holistic intervention project destined to the population under-study, based on a dynamic conception of intelligence.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Supervisão Pedagógica apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/2036
Aparece nas colecções:Mestrado em Supervisão Pedagógica / Master's Degree in Pedagogical Supervision - TMSP

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Locus de controlo.pdf5,87 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.