Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/1703
Título: An tia : partilha ritual e organização social entre os Bunak de Lamak Hitu, Bobonaro, Timor-Leste
Autor: Sousa, Lúcio
Orientador: Friedberg, Claudine
Rocha-Trindade, Maria Beatriz
Palavras-chave: Etnografia
Antropologia
Costumes e tradições
Rituais
Culturas tradicionais
Oralidade
Poder
Timor-Leste
Bunak
Community
Ritual
Orality
Power
Authority
Data de Defesa: 2010
Citação: Sousa, Lúcio Manuel Gomes de - An tia [Em linha] : partilha ritual e organização social entre os Bunak de Lamak Hitu, Bobonaro, Timor-Leste. [Lisboa] : [s.n.], 2010. 403 p.
Resumo: Esta tese etnográfica, realizada junto de uma comunidade montanhesa do grupo etnolinguístico Bunak, no subdistrito de Bobonaro, Timor-Leste, insere-se no campo de estudos sobre as sociedades do Sudeste Asiático. O seu objectivo, e singularidade consistem em analisar como é que, num contexto pós-conflito, uma comunidade se reconstitui, refazendo a sua organização social e as suas práticas rituais, no contexto das mudanças sociopolíticas ocorridas no passado recente. Na senda da tradição antropológica característica dos estudos da área, será dada particular relevância à forma como o ritual e a tradição oral dualista se relacionam enquanto ideologias estruturantes da comunidade – cientes, no entanto, da pluralidade de visões existentes no seu seio – e da sua inserção cosmológica. Mas, compete, igualmente, relacionar estes dois campos com a agência e a capacidade de adaptação que os indivíduos colocaram nas opções tomadas na reconstrução da sua comunidade, no momento actual, e as tensões que a perseverança dessa identidade coloca, face à modernidade, nomeadamente o Estado e a Igreja. A organização social e a prática ritual não podem deixar de ser contextualizadas nas relações de poder e autoridade que se jogam na comunidade dar-se-á particular relevo a esta dimensão já que a performance ritual é, na acepção local, eminentemente política, pois está associada à necessidade de impor ordem e definir estatutos. O trabalho foi desenvolvido numa perspectiva essencialmente emic, procurando confrontar as ideias e interpretações locais da comunidade com o mundo envolvente, nomeadamente a nova nação. Para o efeito, foi efectuado um trabalho de campo, que assume uma perspectiva diacrónica, tendo por base uma metodologia exploratória, qualitativa, com recurso a diversas técnicas de pesquisa como a etno-história, entrevistas semi-estruturadas e observação participante.
This ethnographic thesis, done on a mountain community of the ethno linguistic group Bunak, in the sub district of Bobonaro, East Timor, is part of the framework studies on societies of the Southeast Asia. Its main goal, and singularity, consists of analyzing how a community reconstructs in a post conflict context, reorganizing itself socially as well as its ritual practices, within a context of social and political changes occurred in the last decades. In the pathway of the anthropological tradition, which characterizes these kinds of studies, a particular relevance shall be given to the way the rituality and the dual oral tradition is related with the structuring ideologies of the community – although we have to consider the plurality of visions that encompass it - and also its cosmological context. However, there is a need to link both fields with the agency and adaptation abilities that the individuals played on every option they made of the current reconstruction of their community, and the strains that the perseverance of that identity places towards modernity, namely towards the state and the church. The social organization and the rituals cannot be set aside from the context of the power and authority relations played within the community. It will be given a special attention to this dimension since the ritual performance is, on the local sense, eminently political, being linked with the need to impose order and define statutes. This work was developed in an essentially emic perspective, aimed at developing and confronting the local ideas and interpretations of the community with the surrounding world, namely the new nation. Therefore, a field research has been done, which assumes a diachronic perspective, promoting an exploring, qualitative methodology as its basis, resorting to a wide range of research techniques such as ethnohistory, semistructured interviews and participant observation.
Descrição: Tese de Doutoramento em Antropologia na especialidade Antropologia Social apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/1703
Aparece nas colecções:Antropologia Social/Social Anthropology
CEMRI - Teses de Doutoramento / Phd Thesis

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD_LúcioSousa_2010.pdf11,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.