Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/1577
Título: A utilização de procedimentos analíticos de auditoria : o caso português
Autor: Pinho, Carlos
Orientador: Costa, Carlos Baptista da
Pinto, Nuno Gama de Oliveira
Palavras-chave: Contabilidade
Auditoria
Informação financeira
Administração financeira
Financial statements
Assertions
Auditing
Audit risk
Analytical procedures
Data de Defesa: 2009
Citação: Pinho, Carlos - A utilização de procedimentos analíticos de auditoria [Em linha] : o caso português. [Lisboa] : [s.n.], 2009. 311 p.
Resumo: A problemática associada ao conflito entre eficiência e eficácia de um trabalho de auditoria decorre do facto de, no âmbito deste tipo de trabalhos, existir escassez de recursos, quer ao nível do tempo de execução, quer ao nível da qualidade e tempestividade da informação disponível para o auditor externo. Os trabalhos de auditoria tendem a ser mais eficientes, ou seja, a consumir menos recursos, quanto menor é a aferição da combinação do risco inerente e do risco de controlo, permitindo que o auditor desenvolva testes de auditoria menos extensos. A presente investigação, através de um trabalho empírico no contexto da auditoria financeira em Portugal, procura aferir em que medida o recurso a procedimentos analíticos é efectuado em Portugal, mormente relativamente às fases e às áreas de auditoria em que são adoptados, quais os procedimentos que proporcionam maior segurança aos auditores e em que medida os normativos em vigor condicionam ou não o uso deste tipo de procedimentos. As conclusões apontam para o facto de os auditores em Portugal utilizarem com maior frequência procedimentos analíticos na fase de planeamento sendo, por outro lado, mais utilizados em áreas com maior volume de transacções tendencialmente rotineiras. Quanto aos normativos em vigor, as conclusões indiciam que a percepção que os auditores têm dos mesmos vai no sentido de uma clara imprecisão e indefinição de orientações concretas. O estudo revela, ainda, que os auditores apoiados na metodologia do risk based approach e em face da pressão temporal dos trabalhos de auditoria, recorrem mais frequentemente a procedimentos analíticos com o intuito de detectar erros e fraudes e de reduzir o volume de testes substantivos de detalhe.
One of the main concerns relating an efficient audit engagement and the effectiveness of such an engagement is based on the fact that on financial audits, there is a theoretical shortness of resources available to the auditor (time availability, quality and timely of financial data). Audit engagements tend to be more efficient, that is, to spend less resources, the lower the judgement of inherent and control risks is, allowing the auditor to perform less extent and timely substantive testing. This investigation is performed based on an empirical study about this issue in the Portuguese auditing environment, and seeks to assess how the use of analytical procedures is made in Portugal, within the main stages of the audit work, within the different audit areas, what analytical procedures are used in practice by auditors and in what way audit standards supply support and affect the use of such procedures. Conclusions support the fact that in Portugal auditors tend to use analytical procedures more frequently at the planning stage of the audit, although they are more often used in areas in which there are greater routine transactions. Auditors also find that standards in this matter are imprecise and provide few guidelines to the practical audit work. Finally, the study reveals that auditors justify the usage of analytical procedures on the risk based approach, they seek mainly to lower the usage of detail procedures having in mind the efficiency of audit engagements and also detect errors and frauds on the financial statements.
Descrição: Tese de Doutoramento em Gestão na especialidade de Contabilidade apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/1577
Aparece nas colecções:Contabilidade / Accounting

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD_CarlosPinho.pdf4,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.