Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/1505
Título: Escola e imigração na cidade : implicações da parentalidade em adolescentes de diferentes grupos étnicos
Autor: Gonçalves, Luís Miguel Chaves Reis
Orientador: Neto, Félix
Aires, Luísa
Palavras-chave: Sociologia das migrações
Imigração
Grupos étnicos
Educação intercultural
Educação familiar
Família
Papel da família
Influência familiar
Desenvolvimento da personalidade
Alunos
School
Palops
Parenting styles
Parental involvement
Attitudes and school performance
Data de Defesa: 2009
Citação: Gonçalves, Luís Miguel Chaves Reis - Escola e imigração na cidade [Em linha] : implicações da parentalidade em adolescentes de diferentes grupos étnicos. [Porto] : [s.n.], 2009. 284 p.
Resumo: As questões da presente investigação colocam a família como estrutura educativa no centro de uma sociedade multicultural. Antes de mais, procura-se saber o que melhor explica o sucesso escolar em alunos de diferentes grupos étnicos, adolescentes portugueses e dos Palops. Mil quatrocentos e nove adolescentes, do 3º ciclo, de escolas do ensino básico da região da Grande Lisboa responderam a vários questionários no âmbito da parentalidade, isto é, sobre os estilos parentais, envolvimento parental com a escola, e das atitudes em relação à escola. As repostas relativas ao instrumento dos estilos parentais de Steinberg permitiram a identificação de quatro tipos de famílias: autoritativas, autoritárias, indulgentes e negligentes. Os resultados revelaram que os adolescentes, portugueses ou dos Palops, que crescem no seio de famílias autoritativas, apresentam menos problemas disciplinares na escola; apresentam um melhor relacionamento com os pais; os pais atribuem importância à escola dos seus filhos e envolvem-se com eles em questões escolares; e ajudam à elaboração de atitudes em relação à escola mais positivas. Por oposição, estão as famílias negligentes, portuguesas ou com origem nos Palops, as mais desfavoráveis para os adolescentes. São os alunos com maior número de problemas disciplinares; a relação com os pais é sentida como insuficiente; sentem que a escola e o trabalho escolar que desenvolvem não tem importância para os pais; têm a percepção que os pais não se envolvem com a escola ou com eles em casa nas actividades escolares; e constroem atitudes em relação à escola muito penalizadoras. No entanto o que melhor explica o sucesso escolar dos alunos, portugueses ou dos Palops, são as variáveis sócio-demográficas – ser mais novo, viver com os pais biológicos e em contextos familiares de maior formação escolar. Outras variáveis constituíram-se como preditoras, e ajudaram a explicar a variável dependente. A percepção académica, componente das atitudes em relação à escola, dos adolescentes teve um impacto significativo. Os grupos étnicos e culturais distinguiram-se em três variáveis preditoras do sucesso escolar. Viver com famílias autoritárias é positivo para o desempenho escolar dos adolescentes portugueses. Viver com famílias autoritativas, que se envolvem pessoalmente com a escola revelou ter efeitos positivos para os alunos com sucesso escola dos Palops. O conjunto de resultados ajudam a entender melhor alguns dos processos através dos quais a parentalidade pode influenciar o desempenho escolar dos adolescentes portugueses e dos Palops.
The issues of this research put the family as an educational structure in the centre of a multicultural society. First, we seek to know what best explains the success of students in the different ethnic groups, Portuguese adolescents and adolescents from the Palops (African Countries with Portuguese as Official Language). One thousand four hundred and nine adolescents, in the 3rd cycle of compulsory education, from state schools in the Greater Lisbon area, responded to several questionnaires as part of parenting, that is, about parenting styles, parental involvement with school, and attitudes towards school. The responses on the instrument of parenting styles of Steinberg led to the identification of four types of families: authoritative, authoritarian, indulgent and neglectful. The results showed that Portuguese adolescents or adolescents from the Palops who grow in authoritative families, have fewer disciplinary problems at school, have better relationships with their parents, parents recognize the importance of school for their children and engage with them in school affairs, and help the development of more positive attitudes towards school. In contrast, there are the neglectful families, either Portuguese or with their origins in the Palops, the most difficult for adolescents. They are the students with the highest number of disciplinary problems, and the relationship with parents is felt to be insufficient; they feel that school and the school work they perform is not important to their parents, they have the perception that parents are not involved with the school or with the school work done at home, and build very penalizing attitudes towards school. However what best explains the success of learners, either Portuguese or with their origins in the Palops are the socio-demographic variables - being younger, living with their biological parents and in family contexts of higher education. Other variables were formed as predictors, and helped to explain the dependent variable. The adolescents’ academic perception - part of the attitudes towards school - had a significant impact. The ethnic and cultural groups distinguished themselves in three predictors of academic success. Living with authoritarian families is good for the educational performance of Portuguese adolescents. Living with authoritative families, who personally involved with the school appeared to have positive effects for students from the Palops. The set of results help to better understand some of the processes through which parenting may affect the educational performance of Portuguese adolescents and adolescents from the Palops.
Descrição: Tese de Doutoramento em Ciências da Educação na especialidade de Educação Intercultural apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/1505
Aparece nas colecções:Educação Multicultural / Intercultural Education

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TD_Luís_Miguel_Gonçalves.pdf2,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.