Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.2/1371
Título: Manuel Ribeiro e o Romance da Fé
Autor: Silva, Gabriel Rui de Oliveira e
Orientador: Teixeira, Rui de Azevedo
Bessa, António Marques
Palavras-chave: Ribeiro, Manuel, 1878-1941
Literatura portuguesa
Cultura portuguesa
Idade contemporânea
Política
Comunismo
Data de Defesa: 2009
Citação: Silva, Gabriel Rui de Oliveira e - Manuel Ribeiro e o Romance da Fé [Em linha]. Lisboa : [s.n.], 2008. 605 p.
Resumo: O presente trabalho pretende abordar um autor, Manuel Ribeiro (1878-1941), cuja obra foi a mais lida em Portugal nos anos vinte do passado século e que, a partir dos anos quarenta, foi sujeita a um deliberado apagamento. Compreender as razões não só da feliz recepção do seu trabalho literário, como dos motivos subjacentes ao seu posterior desaparecimento no âmbito da história da literatura portuguesa são um dos objectivos deste estudo. Neste sentido, e com o desígnio de enquadrar o autor no esteio de uma tradição político-cultural, apresenta-se uma primeira parte focalizada sobre os vícios e virtudes da chamada Geração de 70, desde a vertente inicial anti-clerical, céptica e desnacionalizadora, até à mutação conservadora da última fase, bem como se dedica uma particular atenção não só à contra-proposta assumidamente nacionalista e católica da geração seguinte, a de 90, como também se abordam alguns aspectos do trabalho reparador do saudosismo e do integralismo lusitano que, no seu conjunto, e com diversas responsabilidades, prepararam terreno ao propiciar um quadro mental que viria a ser aproveitado pelo Estado Novo. A segunda parte do trabalho apresenta uma primeira biografia do autor destacando o seu trânsito ideológico e importância no quadro político português enquanto destacado activista do sindicalismo revolucionário, principal fundador do Partido Comunista Português e activista democrato-cristão, sublinhando a dimensão moral com que pretendeu pautar a sua vida e o modo como intencionalizou um trabalho literário, na poesia e sobretudo no romance, que entendia, à boa maneira romântica, como agente de regeneração social. Numa terceira e última parte intenta-se uma aproximação ao valor do seu trabalho na área do romance destacando o carácter neo-romântico do tratamento de temas, de conflitos e o modo como se resolvem, de forma a evidenciar a qualidade de uma escrita que em tempos tumultuados veiculou uma tenaz fé no poder do amor enquanto via régia para a ultrapassagem do conflito de classes, síntese da proposta catocomunista de que foi um dos obreiros e precursor.
Descrição: Tese de Doutoramento em Literatura - Estudos Portugueses na especialidade de Literatura Portuguesa apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.2/1371
Aparece nas colecções:Literatura Portuguesa / Portuguese Literature

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Doutoramento - Gabriel Silva.doc35,5 kBMicrosoft WordVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.